Ex-gay vence primeira batalha judicial contra Jean Wyllys, em Brasília (DF)

Claudemiro Ferreira se declara ex-homossexual e tem ministrado palestras sobre a possível reorientação sexual do indivíduo. Em janeiro de 2015 o palestrante foi acusado de 'charlatanismo', 'curandeirismo' e 'estelionato' por Jean Wyllys.

fonte: Guiame, com informações da UOL

Atualizado: Terça-feira, 16 Junho de 2015 as 1:22

Após acusar o 3º sargento do Corpo de Bombeiros Militar do DF, palestrante e escritor Claudemiro Ferreira de 'charlatanismo', 'curandeirismo' e 'estelionato', Jean Wyllys (PSOL-RJ) perdeu sua primeira batalha judicial contra o homem que se declara ex-homossexual e tem ministrado palestras sobre o assunto.

Desde que abandonou a conduta homossexual e se converteu ao protestantismo, Claudemiro tem passado por diversas igrejas evangélicas, testemunhando sua transformação e também ministra palestras sobre o assunto em diversos outros lugares.

O conflito teve início em janeiro de 2015, quando uma palestra realizada por Claudemiro em parceria com o teólogo Airton Williams, em Brasília (DF) foi interrompida e os preletores foram intimados pelo Ministério Público do DF a depor sobre a temática do evento, intitulado: "Homossexualismo: ajudando, biblicamente, a prevenir e tratar aqueles que desejam voltar ao padrão de Deus para sua sexualidade".

Na época, Wyllys criticou a palestra e disse que faria uma denúncia ao Ministério Público. O deputado ainda classificou o curso como "charlatanismo".

O juiz do Juizado Especial Criminal de Taguatinga (DF), cidade satélite do DF, enviou o processo 2015.07.1.010486-8 para a Vara de Delitos de Trânsito.

Apesar de afirmar que seu 'não tem nada a ver' com o processo, Wyllys tem seu nome claramente citado nos autos deste.

A interrupção da palestra que aconteceu em janeiro (2015) foi feita, inclusive pelo próprio Ministério Público do DF, a pedido do próprio deputado.

Clique no vídeo abaixo para conferir o testemunho de Claudemiro Ferreira:

 

veja também