Franklin Graham: “Muçulmanos matam cristãos para imitar Maomé”

Graham também alertou os cristãos para não serem enganados pelos ensinamentos do Islã. “Temos que ter muito cuidado e entender o que é o Islã.”

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Quarta-feira, 11 Março de 2015 as 11:04

Franklin Graham disse que os muçulmanos colocam cristãos no alvo por uma única razão: imitar o seu líder, Maomé.
Franklin Graham disse que os muçulmanos colocam cristãos no alvo por uma única razão: imitar o seu líder, Maomé.

 

Franklin Graham disse que os muçulmanos colocam cristãos no alvo por uma única razão: imitar o seu líder, Maomé.

"Maomé era um homem de guerra e matou muitas pessoas", disse Graham em uma entrevista para um canal americano. "Jesus Cristo veio como um homem de paz. Como um seguidor de Cristo, eu quero seguir e imitar a Ele. Mas os seguidores do Islã estão imitando o profeta Maomé, e é isso que estamos vendo acontecer.”

Graham também alertou os cristãos para não serem enganados pelos ensinamentos do Islã. “Temos que ter muito cuidado e entender o que é o Islã.”

O pastor disse que uma das razões do aumento da perseguição cristã no Oriente Médio foi a morte do ex-líder iraquiano Saddam Hussein. "Quando o Iraque foi invadido pelos Estados Unidos – não estou dizendo que isso foi errado, só estou dizendo que foi um fato – não havia uma minoria cristã. Saddam Hussein deu muita liberdade aos cristãos. Mas quando esse governo caiu e um novo governo chegou ao poder, os islâmicos no país, a Al-Qaeda e outros, começaram a atacar e queimar igrejas. Nós vimos isso acontecer em todo o Iraque e agora está acontecendo na Síria."

"Costumava haver grandes comunidades cristãs e judaicas na Arábia Saudita", disse ele. "Mas ao longo dos séculos, eles foram exterminados pelos muçulmanos. Isso não é algo que acabou de acontecer com Estado Islâmico. Isso vem acontecendo há séculos e vem acontecendo no Egito. Quando esses homens egípcios [coptas cristãos] tiveram suas cabeças cortadas, não foi a primeira vez. Isso está acontecendo no Egito por um longo tempo."

Ao mesmo tempo, Graham deixou claro que ele ama os muçulmanos. "Eu não quero que os muçulmanos lá fora pensem que eu estou os atacando", disse ele. "Eu amo muçulmanos e quero que eles saibam que Deus os ama, que Jesus Cristo morreu pelos seus pecados, que Ele ressuscitou dos mortos, Ele pode entrar no coração e eles podem ter a esperança do céu e da vida eterna."

 

 

veja também