"Grã-Bretanha é um país cristão e deve lembrar-se do nascimento de Cristo", lembra David Cameron

Em sua mensagem de Natal, o primeiro-ministro britânico disse: "Como um país cristão, devemos nos lembrar do que o Seu nascimento [Jesus Cristo] representa: Paz, misericórdia, boa vontade e, acima de tudo, esperança".

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Quinta-feira, 24 Dezembro de 2015 as 9:40

Na manhã desta quinta-feira (24), David Cameron emitiu sua mensagem de Natal mais explicitamente cristã, afirmando que a Grã-Bretanha é um "país cristão" e que "deve lembrar-se do que o nascimento de Cristo representa".

Em sua mensagem de Natal, o primeiro-ministro britânico disse: "Como um país cristão, devemos nos lembrar do que o Seu nascimento [Jesus Cristo] representa: Paz, misericórdia, boa vontade e, acima de tudo, esperança".

"É por causa da herança cristã que o país tem sido tão tolerante aos não-cristãos", acrescentou.

"Eu acredito que nós devemos também refletir sobre o fato de que é por causa dessas raízes religiosas importantes e valores cristãos que a Grã-Bretanha tem sido uma casa tão bem sucedida para as pessoas de todas as religiões ou de nenhuma fé".

Ele também falou sobre os traumas sofridos por milhões de pessoas deslocadas em todo o mundo, especialmente no Oriente Médio, depois de um ano de horrores sem precedentes perpetrados pelo 'Daesh' ou Estado islâmico.

"Se há uma coisa que as pessoas querem no Natal, é a segurança de ter a família ao seu redor, um lar seguro. Mas nem todo mundo tem isso. Milhões de famílias estão passando este inverno em campos de refugiados ou abrigos improvisados ​​em toda a Síria, no Oriente Médio, expulsas de suas casas pelo Daesh ou pelo Assad [ditador sírio]".

"Em todo o Reino Unido, alguns vão passar o período festivo doentes, sem abrigo ou sozinhos".

Ele fez uma homenagem especial aos milhares de médicos, enfermeiros, cuidadores e voluntários que estão usando o seu período de Natal para ajudar os mais vulneráveis.

De acordo com a missão 'Crisis', que apoia desabrigados e abriu suas portas para 4.000 pessoas durante as férias, uma em cada quatro pessoas na Grã-Bretanha vai passar este Natal sozinha.

Cameron disse: "Neste momento, as nossas forças armadas estão cumprindo seu dever, ao redor do mundo: nos céus do Iraque e na Síria, tendo como alvo os terroristas que ameaçam esses países e nossa segurança em casa, nos mares do Mediterrâneo, salvando aqueles que tentam a perigosa travessia para a Europa; e no solo, ajudando a trazer estabilidade para os países que vão do Afeganistão ao Sudão do Sul".

"É porque eles enfrentam o perigo que temos paz. E é isso que nós marcamos hoje, enquanto celebramos o nascimento do único filho de Deus, Jesus Cristo - O Príncipe da Paz".

O gerente de campanhas, Stephen Evans disse que foi "decepcionante" ver Cameron, mais uma vez, falar que Grã-Bretanha é um "país cristão".

veja também