Homem ameaça esposa de morte por frequentar igreja, no Mato Grosso do Sul

A mulher estava participando de um culto quando o marido disse que iria retirá-la à força e agredi-la.

fonte: Guiame, com informações de G1

Atualizado: Segunda-feira, 24 Abril de 2017 as 4:19

Homem é contra participação de esposa na igreja. (Foto: Divulgação/Polícia Militar)
Homem é contra participação de esposa na igreja. (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Uma mulher passou a conviver com ameaças de morte do marido por começar a frequentar uma igreja na cidade de Itaporã, no Mato Grosso do Sul.

Ela estava participando de um culto quando o homem de 56 anos chegou e disse que iria retirá-la à força e agredi-la, caso ela não saísse por conta própria.

Com medo, a vítima foi para casa, onde teria sido ameaçada de morte caso voltasse a frequentar a igreja, de acordo com a Polícia Militar.

O homem foi preso neste domingo (23) e levado para a delegacia juntamente com a esposa. O caso foi registrado como violência doméstica.

Casos como este costumam acontecer em países onde a liberdade religiosa é restringida. No ano passado, um muçulmano de 34 anos, estrangulou sua esposa até a morte por ela ter abandonado o islamismo, no leste de Uganda.

O crime aconteceu na manhã do dia 8 de maio, no Distrito de Mayuge. Segundo vizinhos e parentes, Mariam Nakirya foi morta aos 30 anos pelo marido por ter se convertido ao cristianismo.

Outro caso aconteceu com Gulzhan, que era espancada pelo marido sempre que ele a via lendo a Bíblia. A mulher permaneceu indo à igreja, no entanto, a raiva de seu companheiro continuava, sem qualquer sinal de desistência.

veja também