Igreja antiga é transformada em 'Templo da Maconha', nos EUA

Uma antiga Igreja Luterana foi transformada na chamada “Igreja Internacional da Cannabis”, sendo o primeiro ambiente social no mundo que permite legalmente o consumo da droga.

fonte: Guiame, com informações de Christian Times

Atualizado: Segunda-feira, 17 Abril de 2017 as 12:50

O grupo se baseou nos modelos do cristianismo para criar sua própria crença. (Foto: Reprodução/YouTube)
O grupo se baseou nos modelos do cristianismo para criar sua própria crença. (Foto: Reprodução/YouTube)

Usuários de maconha transformaram o espaço de uma antiga Igreja Luterana na chamada “Igreja Internacional da Cannabis”, anunciada como o primeiro espaço no mundo que permite legalmente o consumo da droga dentro de um ambiente social.

A inauguração da Igreja Internacional da Cannabis está marcada para acontecer na próxima quinta-feira (20) na cidade de Denver, em Colorado, nos Estados Unidos.

O grupo de usuários da maconha se baseou em todos os modelos do cristianismo para criar sua própria crença, utilizando até mesmo o nome de “Ministério Elevação” para intitular a organização.

“A igreja vai oferecer um lar para pessoas de todos os lugares que estão buscando uma versão melhor de si mesmos através da planta sagrada”, disse o Ministério Elevação. “Os elevacionistas não estabelecem nenhuma autoridade divina ou estrutura autoritária. Portanto, todos os fundo religiosos e culturais são bem-vindos”.

A Igreja Luterana de 113 anos foi redecorada com murais repletos de figuras coloridas e bizarras. Idealizadores afirmam que o espaço irá abrigar diversos eventos, incluindo exibições de documentários, apresentações musicais, palestras, mas alegam que não irão comercializar maconha.


Antiga Igreja Luterana passou por reformas e foi transformada na Igreja da Cannabis. (Foto: Reprodução/YouTube)

Moradores da cidade expressaram muita preocupação sobre o uso da igreja pelo grupo. Pressionado pela população, o vereador Jolon Clark admitiu que ainda não sabe o que fazer com a Igreja Internacional da Cannabis.

Stever Berke, fundador da igreja, alega que os membros não são “apenas um bando de maconheiros preguiçosos que se juntam para ficarem loucos”, acrescentando que eles querem ter um impacto positivo na comunidade.

Berke afirmou que a igreja será sensível às preocupações dos moradores em relação ao barulho, estacionamento e consumo de maconha.

Embora o estado de Colorado não tenha uma legislação específica que determine a proibição ou permissão de clubes de maconha, muitos foram abertos para que turistas pudessem fumar a droga legalmente.

veja também