Igreja da Inglaterra condena cinemas por exibir anúncio hindu após proibir sobre oração

A Igreja da Inglaterra disse que a decisão de permitir a animação hindu e proibir a oração do Senhor demonstrou a incoerência da elaboração das políticas dos cinemas.

fonte: Guiame, com informações de The Telegraph

Atualizado: Sexta-feira, 11 Dezembro de 2015 as 5:22

A campanha "Just Pray" ("Apenas Ore", em tradução livre) é parte da estratégia da Igreja para se adaptar à era digital. (Foto: The Telegraph)
A campanha "Just Pray" ("Apenas Ore", em tradução livre) é parte da estratégia da Igreja para se adaptar à era digital. (Foto: The Telegraph)
Depois de ter um anúncio caracterizado pela oração negado nos cinemas europeus, a Igreja da Inglaterra acusou as empresas de terem "padrões duplos". O motivo é que uma animação de sete minutos sobre hinduísmo foi aprovada e exibida antes dos filmes nas telas das redes.

As empresas Odeon, Vue e Cineworld estão exibindo o curta metragem "Super Team de Sanjay" ("O Super Time de Sanjay", em português) antes de cada exibição do filme "The Good Dinosaur" ("O Bom Dinossauro", em português), retratando as divindades hindus que agem como super-heróis durante uma oração que protege um menino.

No entanto, a agência responsável pela publicidade nos cinemas rejeitou um comercial de 60 segundos com a "Oração do Senhor" no mês passado, que era recitada e cantada por diversas pessoas no vídeo. A empresa alegou que a campanha da igreja poderia "perturbar ou ofender a audiência".

A intenção da denominação era exibir o anúncio antes do filme "Star Wars VII", que terá estréia no dia 18 de dezembro.
 
Inicialmente, a Mídia de Cinema Digital demonstrou tanto interesse em assinar contrato com a Igreja que ofereceu desconto de 55% na taxa, caso o espaço fosse reservado rapidamente. Posteriormente, a oferta foi invertida, e a organização emitiu um documento de políticas comerciais barrando a veiculação de "qualquer religião, fé ou sistemas de crença".

A Igreja da Inglaterra disse que a decisão de permitir a animação hindu e proibir a oração do Senhor demonstrou a incoerência da elaboração das políticas dos cinemas.

"Cada filme e publicidade transmite uma mensagem. E este parece transmitir uma pró-religião, obviamente, neste caso um pró-Hinduísmo. Há uma infeliz combinação entre 'padrões duplos e hipocrisia' neste processo de tomada de decisão sobre a exibição, que é necessário ser abordado com urgência", disse o diretor de comunicação da Igreja da Inglaterra, Rev. Arun Arora.

"Tudo o que pedimos é a oportunidade de sermos ouvido. Continuamos esperançosos de que os cinemas vão demonstrar a força necessária de liderança, mudar as suas mentes e mostrar o filme 'Just Pray' ('Somente Ore', em português)", continuou.

A rede de cinema defendeu a exibição do anúncio, dizendo que o vídeo hindu foi feito pelo mesmo estúdio de "The Good Dinosaur" e que os dois filmes são exibidos juntos como se fossem um único filme.

Um porta-voz da Odeon disse: "É um filme, não uma propaganda, por isso não é coberto por nossas políticas de publicidade."

veja também