Israel pode ser atingido pelo Irã em novos testes com mísseis balísticos

Os Estados Unidos e outros países ocidentais insistem que os mísseis iranianos não ameaçam outros países do Oriente Médio. Por outro lado, é indiscutível notar que o país sob maior risco das ações do Irã é Israel.

fonte: Guiame, com informações de Breaking Israel News e Reuters

Atualizado: Segunda-feira, 9 Maio de 2016 as 11:49

É indiscutível afirmar que o país sob maior risco das ações do Irã é Israel. (Foto: Reuters)
É indiscutível afirmar que o país sob maior risco das ações do Irã é Israel. (Foto: Reuters)

O Irã testou com sucesso um míssil balístico de médio alcance há duas semanas, disse uma autoridade militar sênior do país, segundo revelou a agência de notícias Tasnim nesta segunda-feira (6).

"Testamos um míssil com alcance de 2 mil quilômetros e margem de erro de oito metros há duas semanas. Uma margem de erro de oito metros significa total precisão", disse o general Ali Abdollahi em uma conferência científica em Teerã, capital iraniana.

O comandante se recusou a fornecer mais detalhes sobre o míssil, mas enfatizou que 10% do orçamento das Forças Armadas iranianas serão destinados aos projetos que irão reforçar o poder da defesa.

Os Estados Unidos e outros países ocidentais insistem que os mísseis iranianos não ameaçam outros países do Oriente Médio. Por outro lado, é indiscutível afirmar que o país sob maior risco das ações do Irã é Israel.

O acordo nuclear, assinado no ano passado entre as potências mundiais e o Irã, não proíbe completamente os testes de mísseis balísticos, mas indica que eles não são "consistentes" com a resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, de acordo com autoridades americanas.

De acordo com o Conselho de Segurança da ONU, "o Irã é chamado a não realizar nenhuma atividade relacionada a mísseis balísticos capazes de levar armas nucleares, incluindo lançamentos que utilizam a tecnologia de mísseis balísticos.", até outubro de 2023.

Isso não impediu o Irã realizar uma série de testes com mísseis balísticos desde que o acordo nuclear foi adotado, em outubro de 2015.

O último lançamento foi realizado em março, quando o Irã testou dois mísseis balísticos contendo a frase "Israel deve ser varrido da Terra", escrita em hebraico. De acordo com um comandante do país, o teste foi feito para mostrar que Israel está dentro do alcance dos mísseis iranianos.

veja também