Mais de 100 mil pessoas assinam petição contra a realização de ritual satânico nos EUA

A 'Missa Negra' está programada para ser realizada em agosto na casa de espetáculos 'Oklahoma City Civic Center Music Hall'. Um grupo católico do estado de Oklahoma está apontando o evento como uma profanação ao nome de Deus.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quarta-feira, 20 Abril de 2016 as 11:14

"A consumação de Maria por Jai Kali Maa, é um evento que terá dois rituais separadas e irá mostrar a evolução do satanismo para o ahrimanismo", diz a descrição do evento satânico. (Imagem: Reuters)
"A consumação de Maria por Jai Kali Maa, é um evento que terá dois rituais separadas e irá mostrar a evolução do satanismo para o ahrimanismo", diz a descrição do evento satânico. (Imagem: Reuters)

Mais de 100.000 pessoas já assinaram uma petição, exigindo que o governo de Oklahoma cancele um ritual satânico conhecido como "Missa Negra", que está programado realizar-se em um local público do estado norte-americano.

O grupo 'Dakhma de Angra Mainyu', que coordena o evento, foi co-fundado por Adam Daniels, um homem com antecedentes criminais registrados, como abusos sexuais. A 'Missa Negra' está programada para ser realizada em agosto na casa de espetáculos 'Oklahoma City Civic Center Music Hall'.

"A consumação de Maria por Jai Kali Maa, é um evento que terá dois rituais separadas e irá mostrar a evolução do satanismo para o ahrimanismo", diz a descrição do evento satânico.

"O primeiro ritual vai [ser] a missa negra, como aconteceu em 2014, e o segundo ritual será o consumo de Mary por Jai Kali Maa. O segundo ritual vai educar o público sobre a prática de ahrimanismo".

O grupo católico Tradição de Propriedades da Família lançou uma petição para cancelar o evento, notando que os protestos católicos, em outro momento, conseguiram com êxito, impedir que uma 'missa negra' fosse realizada em Harvard.

"Com todo o meu coração e minha alma, eu expresso a rejeição total, completa e veemente à massa negra satânica, agendada no Centro Cívico Oklahoma City em 15 de agosto", diz a petição.

"Exorto-vos a cancelar este evento que ofende mais de 1 bilhão de católicos em todo o mundo, 200.000 católicos em Oklahoma e incontáveis ​​outros Americanos que amam a Deus. Isso é sacrilégio é não simplesmente liberdade de expressão".

O idealizador da ação, John Ritchie afirmou que a 'missa negra' é um "ataque duplo".

"Contaminar e difamar o verdadeiro culto cristão, o Santíssimo Sacramento e a mãe de Jesus não é nem remotamente uma forma de expressão religiosa, mas sim um ato direto do fanatismo anti-religioso e ódio contra Deus", disse Ritchie.

"E quando edifícios governamentais abrem suas portas e permitem a realização de uma 'missa negra' satânica que ofende a Deus tão profundamente, isso levanta a questão: 'Para onde está sendo liderada a nossa amada nação? Ainda somos uma nação sob Deus?", apontou.

Até terça-feira à tarde, a petição acumulou cerca de 104.700 signatários. Seu objetivo final é de 200.000.

veja também