Mais de 20 pessoas morreram e outras dezenas ficaram feridas após ataques, em Jerusalém e na Cisjordânia

A polícia disse que os palestinos atiraram pedras, coquetéis molotov e explosivos contra as patrulhas no campo de refugiados 'Shuafat' e também informou que um homem abriu fogo contra os oficiais israelenses, que revidaram com mais tiros.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Sábado, 10 Outubro de 2015 as 5:47

Jovens palestinos atiram pedras contra forças israelenses em Jerusalém (Foto: AFP)
Jovens palestinos atiram pedras contra forças israelenses em Jerusalém (Foto: AFP)

Forças israelenses mataram um palestino durante confrontos na madrugada deste sábado, em um campo de refugiados do lado leste de Jerusalém, informou um porta-voz de Israel. A nova onda de violência dos conflitos recentes tem gerado preocupações sobre a possibilidade de um novo levante palestino.

A polícia disse que os palestinos atiraram pedras, coquetéis molotov e explosivos contra as patrulhas no campo de refugiados 'Shuafat' e também informou que um homem abriu fogo contra os oficiais israelenses, que revidaram com mais tiros.

Funcionários do hospital confirmaram mais tarde que um homem de 25 anos tinha morrido e o Hamas - grupo militante islâmico palestino que controla a Faixa de Gaza - disse em uma declaração que o rapaz integrava sua organização era um dos seus membros.

As tensões aumentaram nos últimos 11 dias de violência, nos quais quatro israelenses e 16 palestinos foram mortos na região leste de Jerusalém, na parte da Cisjordânia ocupada por Israel, Gaza e outras cidades israelenses.

Dezenas de palestinos foram feridos em confrontos com tropas israelenses e pelo menos outros 10 israelenses foram feridos em ataques palestinos (esfaqueamento), os quais ocorrem quase que diariamente.


Monte do Templo
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu tem afirmado repetidamente que não permitirá qualquer alteração no regime de visitação do Monte do Templo, ao qual os judeus estão autorizados a visitar e a entrada de palestinos têm sido controlada após recentes ataques de jovens palestinos a forças israelenses no local.

 

veja também