Maradona vira ‘Deus’ e ajuda Noé a construir campo de futebol em comercial de cerveja

No anúncio, o “deus” Maradona orienta um homem chamado Noé a construir um campo de futebol, em paralelo a história da construção da arca registrada na Bíblia.

fonte: Guiame, com informações de Globo Esporte

Atualizado: Quarta-feira, 18 Maio de 2016 as 10:31

No anúncio, Maradona orienta um homem chamado Noé a construir um campo de futebol. (Foto: Reprodução/Youtube)
No anúncio, Maradona orienta um homem chamado Noé a construir um campo de futebol. (Foto: Reprodução/Youtube)

Desde o auge de sua carreira, o ex-craque Diego Maradona passou a ser adorado como um “deus” pelos torcedores argentinos. Esta semana, ele como atuou como Deus no comercial da cerveja mexicana Tecate.

No anúncio, o “deus” Maradona orienta um homem chamado Noé a construir um campo de futebol, em paralelo a história da construção da arca registrada na Bíblia. Para ajudar no projeto, alguns astros do Real Madrid e Juventus aparecem em cena, como Evra, Barzagli, Alex Sandro, Pepe, Kroos, Nacho, Arbeloa e Navas.

A publicidade é finalizada com o estádio de madeira pronto, com uma estrutura semelhante à "Arca de Noé". Dentro do espaço, os craques disputam uma partida de futebol sob forte chuva, conforme aconteceu com o dilúvio relatado na Bíblia, e o jogo termina com um gol de Maradona de cabeça.

A idolatria à figura de Diego Maradona resultou até mesmo na fundação de uma igreja que leva seu nome. A “Iglesia Maradoniana” (“Igreja Maradoniana”, em português) reúne pessoas do mundo inteiro para celebrar o jogador como seu deus.

O templo foi inaugurado por torcedores argentinos no dia 30 de outubro de 1998, data de aniversário de Maradona. A igreja possui orações e mandamentos, tendo como tetragrama sagrado o “D10S”, que mistura a palavra em espanhol para Deus (Dios) com o D de Diego e o 10 da sua camisa.

“O que dizer? Seja fé ou brincadeira não importa, cada um escolhe a quem quer seguir, servir e adorar. Porém, mesmo que numa grande brincadeira, aceita por uns e condenada por outros, sua resposta deve ser observada”, avalia o pastor e teólogo Edmilson Ferreira Mendes.

Assista ao anúncio completo:

veja também