Motorista do Uber salva mulher após estupro: “Deus me enviou naquele momento”

A motorista do Uber acolheu uma jovem que fugia de seu agressor sexual. Ela acredita que foi usada por Deus naquele momento.

fonte: Guiame, com informações de WRAL

Atualizado: Terça-feira, 23 Maio de 2017 as 12:11

Alia Hatchett acredita que foi usada por Deus naquele momento. (Foto: Reprodução/WRALTV)
Alia Hatchett acredita que foi usada por Deus naquele momento. (Foto: Reprodução/WRALTV)

Uma mulher conseguiu escapar de um agressor sexual com a ajuda de uma motorista do Uber. O incidente aconteceu no sábado (20) em Durham, no estado americano da Carolina do Norte.

Alia Hatchett se tornou motorista do Uber há poucas semanas, mas seu trabalho teve um impacto ainda maior quando ela notou uma situação estranha, enquanto aguardava o semáforo.

“Eu estava prestes a acelerar quando eu vi mãos acenando para mim”, disse Hatchett. “Eu olhei e vi alguém correndo em minha direção, dizendo: ‘pare, pare, pare’”.

Quando Hatchett parou e perguntou à mulher o que estava acontecendo, ela contou que havia sido estuprada por um homem em um matagal.

A vítima estava em um clube, na cidade de Durham, quando um desconhecido lhe ofereceu uma carona. Ela aceitou entrar em seu carro e acabou sendo sexualmente abusada.

“Eu não sei como descrever. Ela estava chorando histericamente e, quando eu notei que ela estava sem sapatos, eu percebi que ela estava em perigo”, disse a motorista. “Sinceramente, eu pensei que alguém tinha sido assassinado. Ela estava perturbada”.

Hatchett colocou a mulher dentro de seu carro e ligou para a polícia. As duas aguardaram a chegada das autoridades dentro de um estacionamento.

“Eu deixei ela desabafar para mim e chorar. Eu acabei virando minha cabeça para o lado e chorei com ela, porque era desesperador. Olhei para seu corpo e pude ver que ela tinha marcas de arranhões por todo o corpo”, disse Hatchett.

Hatchett também já foi vítima de agressão sexual e conta que sabe exatamente como a vítima estava se sentindo. Ela acredita que Deus usou suas experiências passadas para confortar a mulher.

“Eu sinto como se Deus me levasse até ali, para estar com ela nesse momento”, disse a motorista. “Eu realmente acho que eu fui seu anjo”.

veja também