Muçulmanos convertidos visitam Israel para abençoar a nação judaica

O grupo, com cerca de 37 cristãos ex-muçulmanos, visitou a Terra Santa a fim de abençoá-la.

fonte: Guiame, com informações de Breaking Israel News

Atualizado: Segunda-feira, 16 Novembro de 2015 as 3:57

Região do Tanque de Betesda. (Fonte: Guiame)
Região do Tanque de Betesda. (Fonte: Guiame)

Não foi um típico grupo de turistas que visitou Israel esta semana. Afshin Javid, um ex-muçulmano que se converteu ao cristianismo há 20 anos, liderou um grupo de iranianos, em sua maioria ex-muçulmanos, para visitar a Terra Santa a fim de abençoá-la. 

"Eu acho que nunca tivemos um grupo tão grande de ex-muçulmanos iranianos visitando Israel como este. Há 37 participantes nesta viagem. Estamos aqui para abençoar a terra e o povo judeu", disse Javid, que junto com seu grupo doou um cheque de $ 20 mil para Israel durante a viagem.

Javid conta que no Irã ele tinha sido membro da milícia Basij, estabelecida pela Revolução Islâmica em 1979 a fim de estabelecer a segurança interna, a aplicação da lei e policiamento moral. Javid deixou a República Islâmica em 1987 e viajou para a Malásia sob a missão de pregar a palavra do Islã. Ali ele se tornou cristão.

"Eu cresci com a crença de que eu tinha que realizar vingança por Alá. Eu queimei bandeiras israelenses e odiava os judeus. Mas, então, a minha mentalidade mudou de 'matar a Deus' para 'amar a Deus'", disse Javid.

Hoje ele vive com sua família no Canadá, onde lidera uma igreja bilíngue. "Como podemos supor coisas sobre Israel nos baseando apenas em assistir CNN e BBC? Como é que todos esses muçulmanos acreditam nessas mentiras contra Israel?", questiona.

"Eu quero ser um portador da mensagem de esperança. O governo iraniano tem resistido a Israel, mas eles não representam o povo iraniano, nem os 2.600 anos de amizade entre os nossos povos, desde os dias do Rei Ciro", afirma.

veja também