Mudanças no Enem mostram respeito aos que guardam o sábado, diz Ministro

O MEC e o Inep decidiram que a partir de 2017, o Enem será realizado em dois domingos. O ministro da Educação afirmou que esta e outras mudanças beneficiam os estudantes.

fonte: Guiame, com informações da UOL

Atualizado: Sexta-feira, 10 Março de 2017 as 10:17

Ministro Mendonça Filho. (Foto: G1)
Ministro Mendonça Filho. (Foto: G1)
Na manhã da última quinta-feira (9), o Ministério da Educação e ]o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciaram a série de mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para 2017. A principal delas é que agora, as provas serão aplicadas em dois domingos seguidos (5 e 12 de novembro), e não mais em um único final de semana, como aconteceu até a edição de 2016.
 
As outras mudanças importantes incluem a aplicação da prova de redação logo no primeiro dia do exame e o veto à utilização do Enem para obter o certificado de conclusão do ensino médio, que voltará a ser emitido pelo Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja).
 
Conforme o próprio MEC informou, as mudanças são resultado da consulta pública, promovida pelo Inep no começo deste ano, que teve a participação de mais de 600 mil pessoas.

O Ministério da Educação destacou que a mudança nas datas traz uma solução, por exemplo para a situação de sabatistas (pessoas que guardam o sábado por questões de fé e interprestação bíblica, como é o caso dos Adventistas do Sétimo Dia) e, por isso, tinham que reccorer ao pedido de só fazer a prova após as 19h do sábado.
 
"Essas mudanças mostram nossa preocupação com os estudantes do Brasil, porque presumem mais segurança ao exame, mais tranquilidade aos candidatos que se submeterão às provas, com esse intervalo que garante mais espaço para descansar, relaxar e se preparar, e respeito aos sabatistas, que tinham uma condição sub-humana para que pudessem fazer a avaliação", destacou o ministro.
 
Segundo o governo divulgou, 36% daqueles que responderam à consulta do Inep votaram pela realização da prova em apenas um dia, enquanto 63,7% preferiram que a avialiação continuasse a ser aplicada em dois dias. Quando perguntados sobre quais poderiam ser os dias de para aplicação, 42% optaram por dois domingos, 34% escolheram domingo e segunda-feira, e 23% optaram por manter a prova como ela era feita em edições anteriores (em apenas um final de semana).
 
O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que as alterações contribuem para um aprimoramento da avaliação. 
 
“Com essas medidas, nós estamos buscando um aperfeiçoamento operacional do exame e deixaremos prontas todas as adequações futuras pelas quais o Enem terá que passar em decorrência da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que nós esperamos que esteja pronta este ano”, disse.

veja também