O Islamismo é a religião com seguidores mais 'jovens' na China, segundo pesquisa

O Islamismo tem o maior número de seguidores jovens na China, apesar do crescimento do cristianismo e do governo ateu, de acordo com pesquisa.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Sexta-feira, 10 Julho de 2015 as 4:38

A China tem sido considerado um dos piores países para a liberdade religiosa.
A China tem sido considerado um dos piores países para a liberdade religiosa.

 

O Islamismo tem o maior número de seguidores jovens na China, apesar do crescimento do cristianismo e do governo ateu, de acordo com o Centro Nacional de Pesquisa da Universidade Renmin da China.
 
O relatório afirma que 22,4% dos muçulmanos na China têm menos de 30 anos, em seguida do catolicismo, com com 22% de seguidores mais jovens. 

"A maioria dos seguidores do Islã pertencem a grupos étnicos minoritários e é comum uma mulher a dar à luz várias crianças", disse o professor de estudos budistas da Universidade Renmin, Wei Dedong. "As crianças também se tornariam muçulmanas, embora seja muito raro um adulto se convertendo ao Islã."

A pesquisa, que entrevistou mais de 4 mil locais religiosos entre 2013 e 2015, também descobriu que o Budismo e o Taoísmo são mais populares entre as gerações mais velhas. O protestantismo, no entanto, tem a maioria dos lugares de culto.

A China tem sido considerado um dos piores países para a liberdade religiosa. No ano passado, o governo chinês tomou medidas para consolidar ainda mais seu monopólio autoritário sobre todos os aspectos de vida de seus cidadãos. As pessoas de fé continuam a enfrentar detenções, multas, negações de justiça, longas penas de prisão e, em alguns casos, o encerramento ou demolição de locais de culto.

Pelo menos 400 igrejas foram demolidas ou tiveram suas cruzes removidas à força no último ano, em uma região conhecida como a "Jerusalém do Oriente", por causa de sua grande população cristã.

veja também