"O Senhor está conosco", diz bispo que teve igreja destruída na Etiópia

O bispo Abraham Desta, Vigário Apostólico de Meki, disse à missão 'Ajuda à Igreja que Sofre' foi atacado pelas "pessoas para as quais e com as quais, a igreja trabalha muito de perto".

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Quinta-feira, 3 Março de 2016 as 8:16

Um bispo católico da Etiópia falou sobre o horror que viveu, quando prédios construídos por sua igreja foram incendiados e saqueados.

O bispo Abraham Desta, Vigário Apostólico de Meki, disse à missão 'Ajuda à Igreja que Sofre' foi atacado pelas "pessoas para as quais e com as quais, a igreja trabalha muito de perto".

Bispo Abraham descreveu como a paróquia Gighessa foi atacada por moradores, incluindo jovens e velhos, mulheres e crianças. Eles começaram a atirar pedras e destruindo as propriedades da igreja, incluindo o presbitério, o centro de pastoral diocesana, um pequeno convento das Ursulinas e uma clínica especializada em atendimento a pessoas com deficiência.

Mais de 55 pessoas de todo o mundo estavam participando de uma conferência sobre educação infantil no centro pastoral na época.

Após atear fogo ao presbitério, os agressores fugiram com suprimentos suficientes para um ano, bem como animais, incluindo vacas.

"As Irmãs Ursulinas que dirigem a clínica foram deixadas para trás com os pacientes como eles não estavam dispostas a abandoná-los ali sozinhos, mas as pessoas não as pouparam", relatou o bispo.

Ele acrescentou: "É triste dizer que ninguém foi ajudar as irmãs, mas pela graça de Deus elas conseguiram chegar a Shashamane - a paróquia mais próxima - juntamente com os pacientes e passar a noite ali. Eles perderam tudo, exceto o dom precioso da vida, que está sendo dado gratuitamente pelo Deus todo-poderoso. E, é triste dizer, tudo isso foi feito pelas pessoas da localidade que estavam sendo servidas pela igreja".

A mobília que foi roubada inclui mais de 250 camas, colchões, 700 cobertores, lençóis, colchas de cama, frigoríficos e congeladores, máquinas de lavar, televisores, geradores, máquinas copiadoras, computadores e até mesmo as portas e janelas da casa. Mais de 26.455 quilos de alimentos também foram levados incluindo o trigo, arroz e massas que eram para o abastecimento do centro por um ano. Vacas e galinhas da chácara da paróquia também foram roubadas.

"E hoje há uma questão em nossos corações e mentes. Por que, Senhor? Por que assim? Espero que, no devido tempo, o Senhor nos dê uma resposta", disse o bispo Desta, acrescentando que o Santíssimo Sacramento foi deixado para trás e foi recuperado mais tarde, por duas meninas católicas da paróquia.

"Através de todos estes incidentes, o Senhor está nos lembrando que Ele está conosco até o fim dos tempos", declarou o bispo.

veja também