Papa não fala claramente contra o aborto em discurso nos EUA e é criticado por senador cristão

Segundo o senador James Lankford, o Papa Francisco 'perdeu uma oportunidade de ouro', na qual poderia expressar o posicionamento da igreja Católica com relação ao aborto, enquanto o país vive dias em que o assunto tem gerado debates.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sábado, 26 Setembro de 2015 as 7:19

Papa Francisco
Papa Francisco

Enquanto o Papa Francisco proferia o primeiro discurso de um pontífice endereçado a uma sessão conjunta do Congresso dos Estados Unidos, na última quinta-feira (24), os católicos que se reuniram no gramado do Capitólio elogiaram a abordagem do líder, enquanto o senador James Lankford (representante de Oklahoma) expressou desapontamento pelo fato de não haver uma condenação clara contra o aborto na mensagem papal.

Em uma entrevista ao 'Christian Post', Lankford, um ex-líder de juventude da Igreja Batista, que participou da sessão conjunta, disse que o papa Francisco 'perdeu uma oportunidade de ouro', na qual poderia expressar a oposição histórica da Igreja Católica contra o aborto. Os Estados Unidos vivem atualmente um contexto no qual uma de suas maiores organizações provedoras de abortos legalizados - e financiada parcialmente pelo governo - foi flagrada envolvendo-se em um esquema de vendas de órgãos / tecidos de bebês abortados.

Em seu discurso de 50 minutos, Francisco afirmou que a "regra de ouro nos lembra de nossa responsabilidade de proteger e defender a vida humana em todas as fases do seu desenvolvimento". Embora essa linha seja geralmente usado com relação ao aborto e cuidar de idosos e doentes, o Papa Francis usou a expressão em um contexto no qual defendia a abolição global da pena de morte.

"Eu fiquei um pouco surpreso que ele tenha configurado essa conversa sobre como todas as fases da vida são valiosas e em seguida, moveu-se imediatamente para uma conversa sobre a pena de morte", afirmou Lankford. "Em nosso país, obviamente, a conversa em curso agora é sobre a vida de uma criança, e sobre como as crianças são valiosas com os vídeos Planned Parenthood e tantas outras coisas."

"Foi uma oportunidade perdida, na qual poderia ser expresso o quão importante são as crianças", acrescentou Lankford. "Para levantar a questão de que toda a vida é preciosa desde o começo até o fim e depois partir para a pena de morte, eu teria apreciado que se ele aprofundasse mais no raciocínio inicial".

Apesar de Francisco não abordar explicitamente a questão do aborto, Lankford elogiou o papa por falar sobre a questão vital da família, que o papa alertou que está sendo "ameaçada, talvez como nunca antes, interna e externamente", enquanto "relações fundamentais estão sendo colocadas à prova, como é o caso da própria base do matrimônio".

"Quando ele começou com a família e também fechou com este subtema, falando sobre as questões fundamentais da família em nossa sociedade, eu achei que isso foi muito, muito importante. Eu acho que este é um grande problema que temos de resolver," Lankford afirmou.

Lankford também disse que ele acredita que fala o Papa Francisco 'não seja muito político e que ele está usando a Regra de Ouro para não "dar lições" ao Congresso, assim como ele não gostaria que os membros do Congresso fizessem em uma palestra no Vaticano.

veja também