Pastor alerta Obama: 'Sua hostilidade em relação a Israel vai trazer maldição para os EUA'

"O presidente Obama está brincando com fogo, e ele está arrastando cada cidadão americano com ele para a cova do inferno. Tenho vergonha de um presidente que sentaria ao lado aqueles que odeiam Israel", afirma Mat Staver.

fonte: Guiame, com informações de Charisma News e Notícias Online

Atualizado: Quarta-feira, 20 Maio de 2015 as 10

Barack Obama afirmou apoio à independência palestina na quinta-feira (14).
Barack Obama afirmou apoio à independência palestina na quinta-feira (14).

 

Em um tratado finalizado na última quarta-feira (13), o Vaticano reconheceu oficialmente o "Estado da Palestina". Depois do apoio católico, o presidente dos Estados Unidos Barack Obama afirmou apoio à independência palestina na quinta-feira (14), após um encontro com líderes árabes do Golfo.

“Continuo acreditando que a solução de formar dois Estados é absolutamente vital, não só para a paz entre israelitas e palestinos, mas para a segurança a longo prazo de Israel como um Estado democrático e judaico”, disse Obama.

O novo governo de Israel tem sido pressionado com o reconhecimento oficial da Palestina. O Papa Francisco recebeu, no Vaticano, o Presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, que foi chamado de "anjo da paz".

"O presidente Obama deve odiar os Estados Unidos, porque sua hostilidade em relação a Israel vai trazer uma maldição para nosso país", disse o pastor Mat Staver, fundador e presidente do Liberty Counsel (Conselho de Liberdade, em tradução livre). "Nenhuma nação que se opôs a Israel ou tomou a terra dos judeus sobreviveu. Babilônia, Pérsia, Roma, e a Alemanha nazista acabaram, mas Israel e o povo judeu permaneceu", Staver ressalta.

"O presidente Obama está brincando com fogo, e ele está arrastando cada cidadão americano com ele para a cova do inferno", continuou Staver. "Tenho vergonha de um presidente que sentaria ao lado aqueles que odeiam Israel. Este ato de rebelião por Obama é infantil e perigoso. O desejo da morte do presidente Obama não é compartilhado pelo povo dos Estados Unidos."

Liberty Counsel é uma organização política e educacional internacional sem fins lucrativos, dedicada a promover a liberdade religiosa, a santidade da vida e da família.

veja também