Patrícia Abravanel "prega" durante festa de fim de ano do SBT

fonte: Guiame, com informações de Folha de São Paulo

Atualizado: Segunda-feira, 21 Dezembro de 2015 as 11:05

Patrícia Abravanel deixou uma mensagem de fé na festa de fim de ano do SBT. (Foto: Roberto Nemanis / SBT)
Patrícia Abravanel deixou uma mensagem de fé na festa de fim de ano do SBT. (Foto: Roberto Nemanis / SBT)
A festa de fim de ano do SBT foi mais que uma celebração para os funcionários de Silvio Santos. Durante o evento, que aconteceu na tarde desta sexta-feira (18), Patrícia Abravanel deixou uma mensagem de fé, incentivando à equipe da rede a confiar em Deus no atual momento de crise econômica e política no Brasil.  
 
Depois de pedir que os funcionários dessem as mãos e ficassem em silêncio, Patrícia começou a falar. "A gente vai ficar mais introspectivo e acreditar nesse Deus que enche as botijas, esse Deus que vai nos ajudar a enfrentar todos os nossos problemas. Um Deus que nos ama. Um Deus que nos perdoa e quer o nosso melhor, que está vivo ouvindo as orações de cada um aqui", disse a apresentadora.  
 
Além de funcionários da emissora, o evento reunia pessoas ligadas a todo o grupo empresarial, incluindo a marca de cosméticos Jequiti, o Hotel Jequitimar, a TeleSena, a concessionária Vimave, a construtora Sisan, a exportadora de frutos do mar Netuno, a corretora de seguros Perícia e outros canais de TV afiliados.  
 
"Eu quero aqui, Deus, em nome de Jesus, colocar as nossas vidas, as nossas empresas, diante do Senhor, Deus, e falar que elas são suas, pai, e pedir, Deus, a sua proteção, sobre cada uma delas, Deus. Que o Senhor derrame desse azeite. Azeite, Senhor, de criatividade, azeite, Senhor, para que a gente multiplique, Senhor, aquilo que a gente tem, no sentido do pouco, Senhor, a gente poder fazer muito, Deus", orou Patrícia.  
 
"Quero pedir, Senhor, que essa crise não venha a afetar a ninguém do grupo Silvio Santos. E aquilo que tiver que acontecer seja para o melhor a todos aqui. Quero clamar a proteção daquele que habita o esconderijo do altíssimo e descansa à sombra do onipotente, não teme mal nenhum. Dez mil cairão ao nosso lado e mil à nossa direita mas nós não seremos atingidos", clamou Patrícia, pedindo ainda "sabedoria aos dirigentes do grupo, mas também aos dirigentes dessa nação, para que a gente possa ser colocado no prumo".

veja também