Placa em frente a igreja gera polêmica ao dizer que "Jesus é Deus, Alá é Satanás"

O pastor Chris Ashley explicou que a placa não serve apenas para os muçulmanos, mas para o povo cristão.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Quinta-feira, 26 Novembro de 2015 as 8:46

A mensagem foi exposta na parte de fora da Igreja Batista Cowan Road Baptist. (Foto: Anita Lee/ Sun Herald)
A mensagem foi exposta na parte de fora da Igreja Batista Cowan Road Baptist. (Foto: Anita Lee/ Sun Herald)

Uma igreja norte-americana atraiu a ira da comunidade muçulmana da cidade de Gulfport, no Mississippi, depois de colocar uma placa afirmando que "Jesus é Deus, Alá é Satanás" em sua marquise.

Em protesto, o muçulmano Ari Cooper afirmou na TV americana que a mensagem exposta na parte de fora da Igreja Batista Cowan Road Baptist é odiosa. "Eu senti que foi difamatória e que era uma mensagem de ódio. A qualquer momento, nós nunca caluniamos qualquer coisa que os cristãos fizeram na Costa", disse Cooper ao WLOX.

Dawud Salaam, um outro membro da comunidade islâmica, disse que os ataques que aconteceram em Paris no início do mês resultaram numa visão onde as pessoas enxergam muçulmanos como terroristas.

"Eu acho é ignorância agrupar um grupo de pessoas a esta grande categoria por causa de um ato que uma pessoa possa ter cometido, ou que várias pessoas cometeram", disse Salaam. "Se as pessoas tomassem o tempo para estudar — não o que as outras pessoas dizem—, mas quais são os fatos, grande parte desta confusão seria esclarecida".

Bilal Stroud, um ativista muçulmano de Atlanta, no estado da Geórgia, aproveitou a ocasião para desafiar o pastor batista Chris Ashley sobre a mensagem exposta na marquise.

"A sua placa diz que 'Alá é Satanás, Jesus é Deus'. Nós os desafiamos a um debate público sobre a sua declaração. Vocês todos têm difamado e insultado a nossa fé, por isso, gostaríamos de desafiar a sua declaração 'Alá é Satanás, Jesus é Deus'".

Ashley concordou e fará um debate com Stroud no dia 5 de dezembro, dentro da própria igreja.

Em seu blog, o pastor Ashley deu a seus membros explicações sobre a instalação da placa. "Deus colocou uma mensagem no meu coração para o domingo passado. Essa mensagem era para a igreja parar de esconder a verdade dentro de suas paredes (e não apenas esta verdade de Deus, mas toda a verdade)".

"O corpo de Cristo sucumbiu ao politicamente correto e ao medo de não ofender ninguém, ao ponto falamos a verdade apenas no limites das paredes da igreja", explicou o pastor.

Ashley acrescentou, ainda, que a placa não servia apenas para os muçulmanos, mas para o povo cristão. "Estou espantado com o número de pessoas que se denominam crentes que acham que o Deus da Bíblia e o Deus do Alcorão são os mesmos."

veja também