Prefeitura de Mariana (MG) suspende doações para vítimas do rompimento de barragens

A administração municipal informou que o objetivo da decisão é verificar a quantidade de itens doados e se certificar de que estas atendem às necessidades das vítimas do desastre.

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Domingo, 15 Novembro de 2015 as 2:57

A prefeitura de Mariana (MG) está suspendendo por volta das 16h, deste domingo (15), o recebimento de doações às vítimas do rompimento das barragens na região, no início deste mês.

A administração municipal informou que o objetivo da decisão é verificar a quantidade de itens doados e se certificar de que estas atendem às necessidades das vítimas do desastre.

As doações em dinheiro e depósitos em contas bancárias, vinculadas à prefeitura serão mantidas.

A prefeitura também destacou a importância do trabalho voluntário e informou que, caso seja necessário que as doações sejam feitas novamente, uma uma nota oficial será publicada em seu site.

No dia 5 deste mês de novembro, as barragens de Fundão e Santarém da Samarco - cujos donos são a Vale e a anglo-australiana BHP - tiveram rompimentos, que as levaram a despejar 62 milhões de metros cúbicos de resíduos de minério na região, impossibilitando também o uso da água pelos moradores.

O distrito de Bento Rodrigues ficou destruído, deixando centenas de pessoas desabrigadas. A lama tóxica também alcançou outros distritos da região, como Ponte do Gama, Águas Claras, Paracatu, Pedras e a cidade de Barra Longa. Os resíduos despejados no Rio Doce afetaram dezenas de cidades da Região Leste de Minas Gerais e também no Estado do Espírito Santo.

Segundo informações oficiais, divulgadas na tarde desta sábado (14), ainda há cerca de 15 pessoas na lista de desaparecidos, após o rompimento das barragens no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana.

Sete corpos já foram reconhecidos e outros três ainda precisam ser identificados.

veja também