Primeiro partido político formado por mulheres é criado em Israel

A formação deste grupo político, que segue a linha conservadora do judaísmo haredi, é radical para uma comunidade que tem a política e as tomadas de decisão na mão dos homens.

fonte: Guiame, com informações de Religion News Service

Atualizado: Terça-feira, 3 Março de 2015 as 7:13

Ruth Colian, uma das candidata haredi do primeiro partido político formado por mulheres em Jerusalém, Israel. (Aviram Valdman / The Tower)
Ruth Colian, uma das candidata haredi do primeiro partido político formado por mulheres em Jerusalém, Israel. (Aviram Valdman / The Tower)

 

O primeiro partido político formado por mulheres foi criado em Jerusalém, Israel. As mulheres, que são judias ortodoxas, não tem direito a fazer anúncios na mídia ou terem autenticações por Rabinos, mas tem feito sua divulgação pelo boca-a-boca.

A formação deste grupo político, que segue a linha conservadora do judaísmo haredi, é radical para uma comunidade que tem a política e as tomadas de decisão na mão dos homens. Quase 12% dos israelenses são judeus haredi, de acordo com o governo. 

"Considerando que essas mulheres estão vindo de um mundo onde foram proibidas de ocupar cargos públicos, o novo movimento haredi é radical e revolucionário", disse Elana Sztokman, uma feminista israelense. "É a criação de um zumbido dentro e fora da comunidade."

Pesquisas recentes mostram que o novo partido provavelmente não terá votos suficientes nas próximas eleições, que acontecerão em 17 de março. Como proposta, o grupo exige que o governo e os próprios rabinos proporcionem às mulheres haredi os mesmos direitos e benefícios que tem as outras mulheres israelenses.

"Em teoria, uma mulher haredi vota de acordo com o que o marido diz a ela, que é baseado no que o rabino diz a ele", disse Ruth Colian, uma candidata haredi. "Mas sabemos que, na cabine de votação, a decisão do voto está entre a mulher e Deus."

Colian disse que as críticas e ameaças ferem essas mulheres, mas as tornam mais fortes. "Milhares de mulheres estão orando por nosso sucesso. Eu não posso decepcioná-las.”

 

 

veja também