Zorra, da Globo, faz novo deboche do cristianismo: “Igreja é só lucro e alegria”

Na edição exibida no último sábado, o programa Zorra exibiu a cena de uma empreiteira corrupta que se transformou em uma igreja para se safar da prisão.

fonte: Guiame, com informações de UOL

Atualizado: Segunda-feira, 18 Julho de 2016 as 9:36

Em chacota com igrejas, Zorra fez referência à Igreja Adventista do Sétimo Dia. (Foto: Reprodução/TV Globo)
Em chacota com igrejas, Zorra fez referência à Igreja Adventista do Sétimo Dia. (Foto: Reprodução/TV Globo)

O programa Zorra, da Globo, fez um novo deboche das igrejas evangélica e católica na edição exibida na noite deste sábado (16).

No quadro, o programa exibiu executivos de uma empreiteira, que estariam sendo investigados pela Polícia Federal, reunidos numa sala. Enquanto os empresários buscavam uma solução para fugir da prisão, a secretária sugere contratar a gestora de crises Marlene (Dani Calabresa).

Depois de ser chamada às pressas para resolver o caso da empreiteira, Marlene entra na sala com uma solução. "Marlene, gestora de crise. Aqui, cada um vai pegando a sua bíblia e vai rezando. É o seguinte. Vocês não são mais a empreiteira Lobato e Fagundes Junior Engenharia e Construção. Agora, vocês são a Igreja do Sétimo Tijolo. Aleluia!", disse ela.

Em seguida, a Polícia Federal entra na sala de reuniões acusando os executivos da empreiteira de desviar o dinheiro público para financiar partidos. "Cadê o dinheiro que vocês usaram para financiar partidos políticos?", perguntou o policial.

"Nós não financiamos nada, só devolvemos o dinheiro porque não conseguimos tirar o capeta do partido. O partido estava endemoniado e nos contratou para fazer o exorcismo. Não conseguimos tirar e, como somos honestos, apenas devolvemos o dinheiro ao partido", respondeu Marlene.

Depois de inúmeras explicações, todos se livram da cadeia e Marlene cobra a dívida: "Sem esse papinho de crise. Vocês não são mais empreiteira, vocês são a Igreja, não pagam imposto. Igreja é o quê? Só lucro e alegria", afirmou.

Apelação

Não é a primeira vez que o programa faz chacotas sobre a Igreja para apelar em seus esquetes humorísticos. Na estreia do novo formato do Zorra, em abril, os atores encenaram um pastor expulsando espíritos malignos de maneira forçada, e Deus necessitando da ajuda de funcionários públicos.

Nas redes sociais, internautas se dividiram em relação à estreia do programa. Alguns, elogiaram as piadas apresentadas; outros, no entanto, definiram as brincadeiras como de mau gosto, principalmente as relacionadas à religião.

veja também