Em vídeo, Felipe Heiderich nega acusações de Bianca Toledo: "O laudo oficial diz que sou inocente"

"Quero pedir perdão à Igreja, porque talvez muitos que nos acompanham na fé, acompanham o nosso ministério têm sido enfraquecidos. Mas essa nunca foi a intenção", disse Felipe Heiderich.

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 13 Julho de 2016 as 3:44

Na tarde desta quarta-feira, o pastor Felipe Heiderich publicou um vídeo no qual finalmente comenta as acusações feitas por sua ex-mulher, a cantora, escritora e palestrante Bianca Toledo, de que ele seria homossexual e teria abusado sexualmente do enteado, José.

Abatido e com o cabelo raspado, Felipe afirmou que tem passado dias difíceis, considerando que chegou a ficar preso por alguns dias em Bangu (RJ).

"Ela saiu de casa com o meu filho e ali começaram os piores dias da minha vida. Eu fui fraco, não soube lidar com a situação. Eu não sei quem, em sã consciência, saberia lidar com essa situação. Primeiro pelo choque de achar que a criança que você ama estava sendo abusada por alguém. Para mim, isso já seria suficiente para [suspiro]... nem sei como reagir. Segundo, essa pessoa sendo você", disse

"Eu chorei muito nesse dia, li a Bíblia, peguei dois vidros de Rivotril [remédio controlado], não porque eu queria me matar, mas eu queria dormir. Achar que aquilo era algo da minha mente, um equívoco qualquer", afirmou.

"Quero pedir perdão à Igreja, porque talvez muitos que nos acompanham na fé, acompanham o nosso ministério têm sido enfraquecidos. Mas essa nunca foi a intenção".

Pastor Felipe Heiderich e Bianca Toledo eram conhecidos por ministrarem estudos, inclusive para casais e famílias. (Foto: Facebook)


Reveja o caso
Felipe foi acusado de pedofilia por sua ex-esposa Bianca Toledo na terça-feira da semana passada. Ela também afirmou que ele estava se envolvendo em atos homossexuais, sem que ela soubesse.

“O que eu descobri é muito grave, muito grave. No dia em que eu o confrontei, ele chegou a confirmar comigo que ele tinha um quadro de homossexualidade latente no tempo vigente do meu casamento com ele, o que me fez desejar cancelar esse casamento”, disse a escritora.

Logo após a acusação, o pastor foi preso e passou cerca de cinco dias na Cadeia Pública José Frederico Marques (Bangu 10), Rio de Janeiro.

O juiz titular da 17ª Vara Criminal da Capital do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Paulo Cezar Vieira de Carvalho Filho determinou que Felipe está proibido de se aproximar de sua ex-mulher e do filho dela.

veja também