Porta dos Fundos volta a satirizar cristianismo e banaliza milagres

No vídeo, um homem agradece pelo êxito na cirurgia de sua esposa e é interrompido 'pelo próprio Cristo' (interpretado por Fábio Porchat), que o avisa que "não houve milagre algum".

fonte: Guiame

Atualizado: Sábado, 16 Julho de 2016 as 12:25

Cena do vídeo "Obrigado, Jesus", do Porta dos Fundos. (Imagem: Youtube)
Cena do vídeo "Obrigado, Jesus", do Porta dos Fundos. (Imagem: Youtube)

Parece que satirizar o cristianismo caiu mesmo no gosto da produtora de vídeos 'Porta dos Fundos'. O grupo publicou na manhã deste sábado, um novo vídeo com o título "Obrigado, Jesus".

Na encenação, um homem agradece pelo êxito na cirurgia de sua esposa e é interrompido pelo próprio Cristo (interpretado por Fábio Porchat), que o avisa que não houve milagre algum.

"Eu não salvei ninguém. Eu não fiz nada. Que fique claro. Não dá para ficar ouvindo pedidinho de todo mundo. Tem mil pessoas nesse hospital e eu vou salvar seis, sete se eu estiver de bom humor. Só para você entender: médico salva vidas e eu tenho mais o que fazer", diz a representação de Jesus no vídeo.

Logo após, o marido recebe a notícia de que sua esposa faleceu e, ao se revoltar com a situação, é novamente interpelado por 'Jesus', que diz: "Deixa eu te falar, isso aí não foi ele [médico] não. Aí foi culpa minha mesmo. Fui eu que matei ela, porque você estava me dando raiva".

Como se não bastasse o diálogo principal da encenação entre 'Jesus' e o homem que perdeu sua esposa, ao final do vídeo, o personagem intepretado por Fábio Porchat assiste à morte de uma paciente do hospital de forma indiferente.

"Eu não vou nem ressuscitar. Vou deixar ela aqui", diz o personagem.

Apesar dos elogios, o vídeo também recebeu críticas de muitos internautas, que expressaram sua indignação, não apenas pela sátira com relação à religião, mas também sobre famílias que sofrem com parentes enfermos.

"É 'engraçado' ver, tirar sarro de cristão, xingar crente e etc. Mas quando um parente ou amigo está sofrendo no leito de hospital todos pedem a ajuda de Jesus", disse um dos usuários do Youtube.

"Fábio é muito bom ator! Só não concordo apelar pra religião... Acho que existe muita forma de fazer um conteúdo bom sem denegrir a crença dos outros", comentou outra internauta.

Fatos bíblicos, como a Última Ceia também foram satirizados pela produtora 'Porta dos Fundos'. (Imagem: Youtube)


Contexto

As sátiras do Porta dos Fundos com relação ao cristianismo já renderam até mesmo processos contra a produtora, movidos por exemplo, por parlamentares cristãos, como o deputado Marco Feliciano, que alegou que o grupo cometeu o crime de vilipêndio.

Porém as gafes da produtora não se restringem apenas à religião. Recentemente, o grupo acabou se retratando por um vídeo, no qual um dos personagens era um travesti e a produção (roteiro e imagens) foi "homofóbica". Já sobre as sátiras envolvendo o cristianismo, a produtra se recusa a emitir qualquer retratação.

 

 

veja também