Adoração Central fala sobre cenário de adoração no Brasil: “Se é pra cantar, que o foco seja o Senhor”

A líder e pastora da Igreja Central, localizada no centro da capital paulista, diz que atualmente o foco dos adoradores tem sido “o show”, mas que é tempo que mostrar que a glória pertence a Deus.

fonte: Guiame, Mariana Ebenau

Atualizado: Segunda-feira, 7 Março de 2016 as 10:28

É tempo de mostrar que a glória pertence a Deus, diz Daiana Celano (Foto: Guiame, Mariana Ebenau)
É tempo de mostrar que a glória pertence a Deus, diz Daiana Celano (Foto: Guiame, Mariana Ebenau)

Durante lançamento do DVD “Sobre coisas espirituais”, no último dia 28, Daiana Celano falou com sinceridade sobre o cenário da adoração no Brasil. A pastora e líder do ministério Adoração Central, em entrevista exclusiva ao Guiame, disse que esse é o momento de mostrar para o Brasil que precisamos mudar a visão e o foco acerca do que Deus espera da adoração.

“Não podemos mais ir à presença de Deus somente por aquilo que Ele pode nos dar, mas se entregar, primeiramente”, diz ela.  Daiana destaca que a adoração deve ser vertical, e é tempo de adorar em espírito e em verdade: “precisamos ir à presença de Deus independente de qualquer coisa, e com o foco de adorá-lo como Ele é”.


"Precisamos mudar a visão e o foco acerca do que Deus espera da adoração" (Foto: Guiame, Mariana Ebenau)

O ministério foi o primeiro grupo de adoração em uma proposta da gravadora Sony Music direcionada a grupos de louvor do Brasil - o projeto “Church”. Sobre essa oportunidade inesperada, ela diz: “Acredito que Deus está levantando muitas pessoas que nunca apareceram na mídia, porque Ele quer que um avivamento aconteça e que, principalmente, a glória seja pra Ele”.

A líder e pastora da Igreja Central, localizada no centro da capital paulista, diz que atualmente o foco dos adoradores tem sido “o show”, mas que é tempo de mostrar que a glória pertence a Deus. “Se não for pra dar a glória a Deus, seria melhor cantar fora, no secular. Se é pra cantar na igreja, que o foco seja o Senhor”, conclui ela.

veja também