Filho mais novo de Eyshila compõe música em homenagem ao irmão

O jovem Matheus completaria 18 anos na última segunda-feira. Por causa da data, a cantora publicou um depoimento relatando o que ela sentiu ao ser mãe pela primeira vez.

fonte: Guiame, com informações da Lagoinha

Atualizado: Quarta-feira, 6 Julho de 2016 as 12:05

Na canção, Lucas se inspirou sobre a esperança de reencontrar o irmão. (Foto: Reprodução).
Na canção, Lucas se inspirou sobre a esperança de reencontrar o irmão. (Foto: Reprodução).

Na última segunda-feira, a cantora Eyshila publicou um trecho da primeira música composta pelo filho mais novo, Lucas Oliveira. A música é uma homenagem para Matheus, seu irmão mais velho que morreu no dia 14 de junho. O jovem passou duas semanas internado com diagnóstico de meningite viral.

Na canção, Lucas se inspirou sobre a esperança de reencontrar o irmão: “Eu ainda vou ver o seu rosto outra vez / Juntos, iremos ter a alegria de viver / Viver num lugar que é difícil explicar / Não vai haver nem porque chorar / Memórias ruins, todas vão se apagar / Com nosso Deus, vamos juntos morar”.

O jovem Matheus completaria 18 anos na última segunda-feira. Por causa da data, a cantora publicou um depoimento relatando o que ela sentiu ao ser mãe pela primeira vez. “Dia 4 de Julho de 1998 nascia o meu primogênito, Matheus Oliveira Santos. O parto estava marcado para o dia 7, porém ele decidiu nascer um pouco antes. Foi um misto de dor e emoção. O parto, que seria uma cesariana, acabou sendo normal, e foi uma experiência dolorosa, porém surpreendentemente maravilhosa”, conta.

Ela prossegue relatando que descobriu um nível mais elevado da dor. “No dia 1 de Junho de 2016 Matheus adoeceu, e no dia 14 ele partiu para Deus. Descobrimos um nível muito mais elevado de dor: a dor da alma. Ela é invisível, porém insuportável. Ela sangra, mas a hemorragia não pode ser estancada por médicos mortais. Só o Espírito Santo tem o poder de curar essa dor. Não existe treinamento pra morte. Primeiro fazemos a prova, depois aprendemos a lidar com ela”, pontua.

“Até o dia em que, definitivamente, ela será vencida e estaremos eternamente nos braços de Deus. Matheus não morreu, ele foi curado pra sempre. Agora o pecado não pode mais lhe tocar. E como mãe, eu quero agradecer ao Senhor pelo privilégio de ter sido escolhida pra cuidar dessa herança tão preciosa, por quase dezoito anos”, ressalta.

“Meu filho não morreu! Ele é eterno, assim como é eterno o Deus que o formou. Assim como a dor do meu parto foi abreviada, eu profetizo que a dor do meu luto também será. Nenhuma dor é eterna. A vida sim, essa é eterna porque Jesus morreu e ressuscitou pra conquistar a eternidade das nossas vidas e a brevidade da nossa dor. Essa foto é um retrato da eternidade! ‘Porque lá no céu toda hora é hora de ser feliz’”, finalizou.

Confira o vídeo:

 

veja também