Jean Carllos (Oficina G3) prega para jovens em Fortaleza: "O mais legal é estar cara a cara com a galera"

Na noite do último sábado, 27/12, Jean esteve com jovens no auditório do Quality Hotel, em Fortaleza (CE) e falou sobre o constante cuidado e a bondade de Deus.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 30 Dezembro de 2015 as 3:52

Quem já assistiu a um sho do Oficina G3 - ao vivo ou no DVD - e viu as performances de Jean Carllos (tecladista) nos palcos agora está tendo a oportunidade de conhecer um outro lado do músico. Desde o início de dezembro, ele tem sido convidado para pregar em igrejas (no Estado de São Paulo e em outras regiões), com a oportunidade de compartilhar mais de suas experiências ministeriais e espirituais. Na noite do último sábado, 27/12, Jean esteve com jovens no auditório do Quality Hotel, em Fortaleza (CE) e falou sobre o constante cuidado e a bondade de Deus.

"Não estou saindo do Oficina G3" (risos). A frase já foi dita logo de início pelo tecladista que fez questão de iniciar aquele momento com jovens levando-os a gargalhadas e "quebrando o gelo". O músico explicou que não tem nenhum plano de deixar o grupo e afirmou que este é um projeto pessoal que tem desenvolvido.

Entre leituras de passagens bíblicas e interações com os que estavam ali presentes, Jean questionou sobre o quão focados em seus planos pessoas cada um deles estaria. Após falar um pouco sobre a importância de que sonhos sejam cultivados, o músico cristão lembrou que, muitas vezes a não-realização destes planos não significam que Deus tenha nos abandonado.

"Quantas vezes pareceu que a realização dos seus planos se distanciavam, mas você pode sentir o cuidado de Deus bem presente na sua vida? Dá para encher os dedos de uma mão? Das duas mãos? Das mãos e dos pés?", questionou.

Novas experiências
Falando com exclusividade ao Guiame, Jean explicou que o fato de pregar em si não é bem uma novidade para ele, porém iniciar este projeto sem estar acompanhado da banda e de seu instrumento têm sido fatores que caracterizam novas sensações.

"Nos nossos eventos [Oficina G3], a gente sempre compartilha uma Palavra, troca uma ideia com a galera. É aquele momento em que a gente verbaliza mesmo o que a gente está cantando. Acho que hoje, a diferença está mesmo neste fator de não trazer um instrumento e de não estar com a banda. É uma novidade, sim no aspecto de andar sozinho, e de ter começado isso agora", explicou.

Comentando sobre a proposta dos encontros, Jean mostrou que a ideia está mais focada em criar uma proximidade com as pessoas e poder promover este compartilhamento de experiências.

"No começo deste mês eu passei por algumas igrejas do interior de São Paulo e tenho alguns convites agora em janeiro para fora do Estado de São Paulo, mas oficialmente foi lá que isto se iniciou. Foram experiências boas. Acho que a gente tem muita coisa para compartilhar, muita experiência boa e o mais legal de tudo nesta nova empreitada é o fator de estar cara a cara com a galera, podendo falar para eles das nossas verdades, daquilo que a gente enfrenta, tanto as dificuldades, como as vitórias", disse.

A cada encontro, uma novidade
Empolgado com este novo projeto que tem surgido, Jean reconheceu que talvez muitas pessoas se surpreendam, não somente por ve-lo pregando, mas também por eles estar sem o instrumento musical que o deixou tão conhecido. Porém, ele informou que talvez esta experiência seja ainda mais surpreendente para ele próprio.

"Mais surpreso que a galera, fico eu! É uma novidade muito boa! Cada vez é uma coisa nova, um momento novo... Nenhuma das situações é igual, as pessoas não são iguais e você sente isso quando está falando com uma e com outra", contou.

Por João Neto - www.guiame.com.br 

Na noite do último sábado, 27/12, Jean esteve com jovens no auditório do Quality Hotel, em Fortaleza (CE) e falou sobre o constante cuidado e a bondade de Deus.

veja também