Jonas Vilar conta que gravará música com Bruno e Marrone e outros detalhes do DVD Vitória

Segundo ele, tal convite leva a uma responsabilidade maior. “Isso leva a gente a uma cobrança maior. Nos vemos isso como uma oportunidade de levar o evangelho", disse.

fonte: Guiame, Karlos Aires

Atualizado: Terça-feira, 10 Maio de 2016 as 2:28

O intercâmbio musical é bem comum nos Estados Unidos. (Foto: Divulgação).
O intercâmbio musical é bem comum nos Estados Unidos. (Foto: Divulgação).

Na última segunda-feira (9), o cantor Jonas Vilar disse em entrevista exclusiva ao Portal Guiame que irá gravar uma versão de “Noites Traiçoeiras” com a dupla sertaneja Bruno e Marrone. “Eu recebi uma ligação agora e a gente recebeu um convite de gravar a música ‘Noites Traiçoeiras’ com a dupla Bruno e Marrone. Então, nós devemos gravar um clipe com eles. A gente nem imaginava que uma dupla como eles estavam ouvindo a gente”, revela o cantor.

Segundo ele, tal convite leva a uma responsabilidade maior. “Isso leva a gente a uma cobrança maior. Nós vemos isso como uma oportunidade de levar o evangelho, como diz o apóstolo Paulo. Então, a gente está gravando essa canção ainda neste mês, é uma surpresa. A princípio ela vai pro YouTube, mas é possível que a gente insira em um projeto futuro”, informou.

“A gente já está discutindo sobre o novo CD, então talvez ela entre como uma faixa bônus. É uma grande responsabilidade pelo fato de lidar com uma dupla fora do gospel, mas estamos tendo muita cautela em cada movimento para que a gente possa ser bênção pra essa nação toda”, disse Jonas.

O intercâmbio musical é bem comum nos Estados Unidos. O cantor Michael W. Smith, um dos maiores nomes da música gospel em todo o mundo, já gravou com Lady Antebellum, Bono Vox (vocalista do U2) e Carrie Underworld. Já a cantora Amy Grant já gravou com Sheryl Crow. Aqui no Brasil, esse intercâmbio enfrenta um início. Foi o caso do cantor André Valadão ter gravado “Porque Ele Vive” com a dupla Cesar Menotti e Fabiano.

“Esse intercâmbio musical abre portas. Por exemplo, se o Michael W. Smith grava com o U2, essa música chega muito mais forte nas mídias seculares. Aqui no Brasil ainda existe um certo preconceito, uma certa resistência, mas aos poucos isso vai mudando. Então, como diz o Senhor Jesus, que o evangelho seja propagado e que as vidas sejam alcançadas”, pontuou Jonas.

Jonas Vilar (Foto: Divulgação).

Jonas Vilar em divulgação do ovo disco. (Foto: Divulgação).

DVD Vitória

Sobre seu novo projeto, perguntamos como surgiu a ideia de regravar as canções “Meu Barquinho”, “Noites Traiçoeiras” e “Eu Navegarei”. Prontamente, Jonas relembrou que a canção “Eu Navegarei” tem uma importância para sua vida. “O ‘Eu Navegarei’, eu tenho uma história muito bonita com essa canção, porque eu fui batizado no Espírito Santo com ela. Eu tinha 14 anos de idade, então essa canção faz parte da minha vida”, disse.

“No caso da música ‘O Barquinho’, um grande amigo meu entrou em contato comigo para a gente regravar essa canção no sertanejo. Eu me preocupei porque a canção é muito famosa e todo mundo já conhece. Mas, então a banda gostou, o maestro achou super interessante e a gente gravou ela e ficou muito bacana. Já caiu na aceitação do povo. Depois a gente gravou o clipe lá nos Estados Unidos, em Massachusetts, gravamos na neve. E então eu falei, vamos regravar ela ao vivo? E realmente o resultado ficou muito legal”, comentou.

“E a outra, ‘Noites Traiçoeiras’, é uma canção que tem mais de 20 anos, cantada muito pelos católicos porque foi gravada por um padre, mas ela é uma canção gospel. Eu falei que estava na hora da gente regravar essa canção, porque o pessoal da igreja evangélica a ama. Então a gente resolveu gravar ela e por conta disso a gente resolveu por os metais do André Valadão, o Brasa Trio. E a gente gostou tanto deles tocando que resolvemos por eles em umas seis canções com a gente. Foi a primeira vez que a gente colocou metais num projeto, eu não tinha feito isso antes, onde a gente colocava mais gaita e o violão”, revelou.

Um fato curioso é que seu novo projeto (Vitória), conta com o Brasa Trio que como já foi citado acima faz parte da banda do pastor André Valadão e também o guitarrista de Andre, Renato Laranjo. Questionado como se deu esse convite, Jonas responde. “Foi o Emerson, né? Na verdade, hoje ele é meu maestro. Eu estava num show lá na cidade de Capim Branco e ele foi me ver lá cantando. Então a gente combinou de tomar um café e a partir disso a gente começou uma amizade bacana. Ele sinalizou que queria muito montar uma banda pra mim, fazer o nosso repertório. Então, eu disse, ‘resolve a tua vida com o André’ e o André entendeu o propósito. Então eu coloquei nas mãos dele esse projeto. Daí ele chamou o Renato Laranjo e o Brasa Trio que já tocou até com o Jota Quest. Então, pra mim foi uma honra muito grande ter uma banda desse nível. O projeto ficou maravilhoso. Era um sonho pra mim ter um projeto desse nível”, respondeu. Emerson (Tatá) foi baixista de André Valadão por muitos anos.

O novo projeto conta com o Brasa Trio que como já foi citado acima faz parte da banda do pastor André Valadão. (Foto: Divulgação).

Sucesso no YouTube

Uma das canções que está no DVD, “Primeiro o Reino”, foi lançada como primeiro single no YouTube. O vídeo já tem quase 250 mil visualizações na plataforma. “Quando essa canção chegou pra mim aqui eu de cara disse: ‘que canção maravilhosa’. E ela fala de Mateus 6 que diz, ‘Buscai em Primeiro Lugar o Reino de Deus e a sua Justiça e as demais coisas serão acrescentadas’. É uma música alegre, que diz que a gente não deve se preocupar com o dia de amanhã, com o que vai comer ou o que vai vestir”, disse o cantor sobre a escolha da canção.

“E ai eu perguntei o que o Tatá (Emerson) achava e ele achou maravilhosa. ‘Vamos fazer ela alegra, pra cima’ e pra nossa surpresa foi a aceitação do público. A gente fez uma audição na gravadora e quando a gente ouviu, todo mundo concordou unânime. Então, quando ela foi para as rádios, teve uma semana que ela foi a mais tocada. Ligaram pra gente das rádios dizendo que como o povo pede e gosta dessa canção”, disse.

“Pra gente que está num seguimento novo é bastante importante ter esse feedback das rádios. Pra gente é uma alegria muito grande saber que a música passou uma semana como ‘a mais tocada’ e saber que estamos no caminho certo”, ressaltou o cantor.

Universal Music Christian Group

Para finalizar, perguntamos sobre sua união com a nova gravadora, a Universal Music christian Group. “Eu nunca estive tão bem, sabe? Eu tive uma conversa com a Renata (Label Maneger da Universal) e disse que a gente estava numa outra gravadora e a gente estava meio ansioso, sabe? Então, tem sido uma união muito bacana, além da banda que te dá respaldo, é a mesma banda do DVD. Estamos vivendo um momento muito grande de Deus nas nossas vidas, sabe?", finalizou.

veja também