Marcelo Aguiar lançará segundo disco pela Sony Music Gospel: "Mais de Mil Razões"

Ao todo, o CD terá 12 faixas, sendo 10 músicas inéditas e 2 releituras de sucessos que marcaram a carreira do cantor.

fonte: Guiame, com informações da assessoria

Atualizado: Terça-feira, 7 Junho de 2016 as 10:26

De acordo com Marcelo, chegou o tempo de lançar novas canções. (Foto: Divulgação).
De acordo com Marcelo, chegou o tempo de lançar novas canções. (Foto: Divulgação).

O cantor Marcelo Aguiar esteve na sede da gravadora Sony Music para a assinatura do contrato de lançamento do seu novo CD. O disco "Mais de Mil Razões" será o segundo projeto musical do cantor a ser lançado pela empresa e tem previsão de lançamento para o início de julho.

De acordo com Marcelo, que é integrante do grupo musical Renascer Praise, chegou o tempo de lançar novas canções para abençoar as pessoas. "O álbum já estava finalizado há algum tempo, e chegou o momento de lançarmos essas novas músicas para abençoar muitas vidas e famílias", disse o cantor.

Ao todo, o CD terá 12 faixas, sendo 10 músicas inéditas e 2 releituras de sucessos que marcaram a carreira do cantor. E para iniciar a divulgação do projeto, um single já foi escolhido: Junto e Misturado. A faixa será encaminhada para as rádios de todo o Brasil nas próximas semanas. Além disso, em breve será divulgada a capa do projeto.

O diretor da gravadora, Maurício Soares, comentou sobre o novo projeto do cantor. "Tivemos uma reunião inicial para conhecer um pouco melhor o projeto do Marcelo Aguiar. O disco reúne baladas, sertanejo, pop e um pouco de adoração congregacional. O disco está muito rico e muito agradável", pontuou.

"Nossa expectativa é grande com esse novo CD. Queremos estar cada vez mais próximos, principalmente dos jovens para levar essa mensagem de salvação e vida na presença de Deus. Essa é minha missão!", finalizou Marcelo.

Ideologia de Gênero

Além de cantor, Marcelo Aguiar é deputado federal (DEM - SP). Recenteente ele apresentou um modelo de “notificação extrajudicial” desenvolvido pelo Procurador da República Guilherme Schelb para que pais ou responsáveis protejam os filhos contra o ensino da Ideologia de Gênero pelas escolas.

Por meio desse documento, escolas e professores poderão ser notificados pelas famílias em caso de processo por danos morais se eles ensinarem a ideologia aos alunos.

Segundo informações do site oficial do parlamentar, existem duas atitudes que os pais podem tomar para validar o documento. “Caso professores e escolas se recusem a assinar o documento, há duas atitudes que os pais ou responsáveis poderão tomar para que o documento tenha validade jurídica. A primeira é se dirigir ao Cartório de Registro de Títulos e Documentos com o nome e endereço da escola, para que ela seja comunicada via cartório. A segunda é encaminhar a notificação em carta registrada com AR (aviso de recebimento) via Correios”, explicou.

veja também