Priscilla Alcantara: “Ainda não entenderam que Jesus não é uma religião, mas é alguém”

"Jesus Cristo é alguém, e alguém que quer ter intimidade com a gente”, afirmou a cantora em entrevista ao Guiame.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Sábado, 9 Julho de 2016 as 6:06

A relação entre o “Vlog de Tudo” e O Livro de Tudo”, da cantora Priscilla Alcantara, prova o que já se pode notar: ela está disposta a falar sobre qualquer tema com os seus seguidores.

Em sua obra literária, Priscilla propõe uma espécie de conversa com o leitor. “A gente vive num tempo em que as pessoas falam muito de si, e eu não quis fazer muito isso. Então, eu peguei alguns temas e falei sobre a minha visão desses temas, usei algumas histórias pessoais apenas para contextualizar”, disse ela em entrevista ao Guiame, falando sobre o livro.

Seu canal no YouTube, O Vlog de Tudo, é outra prova de que a cantora está disposta a falar sobre qualquer assunto — com qualquer pessoa. ”A intenção do canal é levar um humor leve e verdadeiro, sem besteiras, sem apelação. Para mim a alegria é Jesus, e eu queria mostrar a alegria de Cristo em mim. Através disso recebi vários testemunhos de pessoas que saíram da depressão e conseguiram ver Jesus através da alegria”, conta.

Dentre as dúvidas mais frequentes do público que acompanha o vlog, a maioria está relacionada a questões puramente religiosas. “Eles sempre perguntam: ‘é pecado ou não tatuagem?’; ‘é pecado ou não pintar o cabelo?’. Na verdade, quando você tem um relacionamento com Jesus, Ele mesmo te diz o que convém e o que não convém. Para essas perguntas, eu sempre respondo: busque intimidade com Deus, que você vai ouvir da boca Dele o que Ele quer ou não que você faça.”

Seja em suas canções ou ministrações, Priscilla vem mostrando que Jesus Cristo é muito maior do que uma religião. “Muitas pessoas se escandalizam quando eu falo que Deus é maluco, e a Bíblia fala o quê? Que as coisas de Deus são loucura para o homem. Acham ruim quando eu peço Jesus em casamento todos os dias, quando digo que Ele é meu amigo, meu amor. As pessoas acham ruim porque ainda não entenderam que Ele não é uma religião, mas que Ele é alguém, e alguém que quer ter intimidade com a gente.”

veja também