Guitarrista da Banda Resgate sobre show pago com verba pública: "É um caminho perigoso"

"Essa é uma situação que já vinha nos incomodando. Nós já tocamos em eventos bancados pelas prefeituras das cidades [...] Mas não era uma coisa que nos caía bem", afirmou o guitarrista Hamilton Gomes.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 1 Julho de 2016 as 4:56

A Banda Resgate tem mais de 27 anos de carreira e se mantém como uma das principais bandas de rock cristão nacional. (Foto: Amplitude A)
A Banda Resgate tem mais de 27 anos de carreira e se mantém como uma das principais bandas de rock cristão nacional. (Foto: Amplitude A)

Nas últimas semanas, a Banda Resgate ganhou grande destaque nas mídias sociais por ter tomado uma decisão que encheu de orgulho, não apenas os fãs dos quatro roqueiros, mas o povo brasileiro de forma geral. Após saber que um dos eventos nos quais o grupo estava se programando para tocar em Anápolis (GO), seria pago pela prefeitura (dinheiro público) e que havia suspeitas de faturamento nas verbas do show, decidiu cancelar sua participação.

Guitarrista da banda, Hamilton Gomes participou de um bate papo via Youtube, no programa 'Telescópio' da última segunda-feira (27) e falou mais sobre o caso.

Logo no início de sua resposta, Hamilton já veio marcando o conhecido bom humor da banda.

"Na verdade, a gente não quis aceitar porque a gente já tem muita grana! A gente achou assim... Não tem mais onde guardar dinheiro", disparou o músico, arrancando gargalhadas dos participantes do bate-papo.

Já falando mais seriamente sobre o caso, Hamilton explicou que quando o vocalista Zé Bruno foi informado sobre a polêmica que envolvia o 2º Festival de Talentos de Anápolis (GO) - realizado no dia 23 de junho - não apenas sobre a verba pública usada no evento, mas também as suspeitas de superfaturamento, avisou aos outros integrantes do grupo e todos deciram pelo cancelamento da participação da banda.

"Nós fomos surpreendidos por essa situação. O Zé Bruno recebeu poucos dias atrás, aqui em São Paulo, o Beto que é lá de Anápolis. [...] Em uma conversa deles surgiu o assunto: 'você está sabendo da repercussão de um show de vocês lá em Anápolis?", contou Hamilton, citando a pergunta feita pelo amigo.

Hamilton contou que tiveram acesso a uma matéria que citava a suspeita de desvio de verbas que envolvia o evento e o nome da banda foi citada entre tantos outros convidados do Festival.

"Imediatamente, a banda trocou uma ideia pelo whatsapp e nós já mandamos o escritório cancelar o evento", acrescentou.

Após tomar conhecimento da situação, a representante legal do grupo musical se pronunciou em nota para justificar a atitude.

“Venho por meio deste, informar o cancelamento da apresentação da Banda Resgate no 2º Festival de Talentos de Anápolis/GO a ser realizado no dia 23 de Junho de 2016, evento que é patrocinado financeiramente pela Prefeitura de Anápolis/GO, ao qual não fomos devidamente informados sobre isso no ato da contratação e/ou solicitação da apresentação da banda no evento acima citado”, dizia parte da nota.


Desconforto
Em seu depoimento, Hamilton ainda reconheceu que na trajetória da banda, eventos pagos pela prefeitura já estiveram em sua agenda. Mas isso era algo que gerava um desconforto entre os integrantes.

"Essa é uma situação que já vinha nos incomodando. Nós já tocamos em eventos bancados pelas prefeituras das cidades [...] Mas não era uma coisa que nos caía bem. Quando chegava até nós a solicitação do escritório para data, é porque nós já tínhamos feito uma pesquisa muito grande para saber se não tinha nada de errado. Mas a gente sabe que é um caminho perigoso", destacou Hamilton.

Clique no vídeo para conferir a resposta completa:

veja também