MENU

Indignação nas ruas não causa renovação na Câmara

fonte: Terra.com

Atualizado: Segunda-feira, 6 Outubro de 2014 as 4:56

O grito das ruas em 2013 para a renovação da política não refletiu na democracia representativa. Neste ano, os eleitores elegeram 198 novos deputados federais, o que representa 38,6% da Câmara, enquanto 290 foram reeleitos (56,5%) e outros 25 já passaram pela casa (4,9%).

A taxa de renovação (43,5%) ficou dentro da média de anos anteriores e ligeiramente menor que em 2010 (46,4%). O Estado que mais renovou bancada para a próxima legislatura foi o Acre, com seis deputados novos de um total de oito.

Santa Catarina teve a menor taxa, com 13 reeleitos e dois deputados novos, uma renovação de 13%. O Distrito Federal também teve percentual igual de renovação, com apenas um deputado eleito que nunca passou pela Câmara. Outros três eleitos da capital federal não estão na atual legislatura, mas já passaram pela Casa em outras ocasiões.

Legendas novatas reelegem, mas encolhem
Os partidos que mais reelegeram deputados proporcionalmente foram os novatos Solidariedade (SD) e Pros. O primeiro reelegeu 11 de seus 15 deputados, um percentual de 73,3%, enquanto o segundo manteve oito de 11 parlamentares, uma taxa de 72,7%. As legendas, no entanto, encolheram: o Pros passou de 20 deputados para 11, enquanto o SD passou de 22 para 15.

veja também