MENU

59% das brasileiras dizem ter mesma oportunidade de carreira que homens

Pesquisa global da Hays entrevistou 6 mil pessoas de 31 países. Para 70% das entrevistadas há igualdade de remuneração entre os sexos.

fonte: globo.com

Atualizado: Segunda-feira, 16 Março de 2015 as 8:06

emprego
emprego

Pesquisa global da Hays apontou que 59% das mulheres brasileiras afirmam ter as mesmas oportunidades de carreira que os homens. Entre o sexo masculino, o índice chega a 92%. O levantamento "Diversidade de Gênero" teve quase 6 mil entrevistados de 31 países.

Já o índice mundial aponta que quase metade das mulheres (48%) acredita não ter as mesmas oportunidades de crescimento na carreira do que os homens. Do outro lado, 79% dos homens acreditam que as oportunidades para ambos os sexos são iguais.

A pesquisa também constatou que, mundialmente, 45% das mulheres, em comparação a 18% dos homens, afirmam que não há igualdade de remuneração entre os sexos para aqueles que ocupam a mesma posição. No Brasil, apenas 30% das mulheres, em comparação a 8% dos homens, dizem que não recebem o mesmo salário que o sexo masculino.

"Como recrutadores, não vemos clientes pedindo para pagar de forma diferente homens e mulheres. No entanto, os homens são mais agressivos na negociação de salários em comparação com as mulheres. Isso pode contribuir para estas estatísticas", explica Carla Rebelo, diretora geral da operação da Hays no Brasil.

A percepção dos brasileiros, tanto homens como mulheres, é acima da média mundial quanto a igualdade de salários, chegando a 70% pelo ponto de vista das mulheres e 92% pelos homens.

No Brasil

Para 51% dos entrevistados, sua organização não tem políticas formais de gênero; 9% não tinham certeza ou não sabiam. Já 66% dos respondentes afirmaram que as mesmas oportunidades de carreira estão disponíveis para ambos os sexos.

Para 76% dos respondentes homens e mulheres nas mesmas posições são recompensados de maneira igual pela empresa e para 70% das mulheres brasileiras entrevistadas há igualdade de remuneração entre os sexos, em comparação com 92% dos entrevistados brasileiros do sexo masculino.
No mundo

Para 49% dos entrevistados disseram que sua organização não tem políticas formais de gênero; 9% não tinham certeza ou não sabiam. Já 61% dos respondentes afirmaram que as mesmas oportunidades de carreira estão disponíveis para ambos os sexos.

Para 64% dos respondentes acreditam que homens e mulheres nas mesmas posições são recompensados de maneira igual pela empresa e para 45% das mulheres entrevistadas acreditam que há igualdade de remuneração entre os sexos, em comparação com 82% dos entrevistados do sexo masculino.

 

 

 

veja também