Flu empata com o Confiança na estreia na Copa do Brasil

Flu empata com o Confiança na estreia na Copa do Brasil

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:27

Com rendimento abaixo do esperado, mal em campo, o Fluminense não passou de um empate por 1 a 1 com o Confiança, nesta quarta-feira, no estádio Batistão, em Aracaju, na estreia da equipe na Copa do Brasil. O lance-símbolo da decepção da torcida tricolor com a atuação do seu time foi o pênalti perdido pelo atacante Fred, que chutou para fora após fazer a tradicional paradinha.

Os gols da partida foram marcados por Gum, para o Flu, e Serginho, para o Confiança. Com o resultado, o Tricolor terá que enfrentar o time sergipano no dia 10 de março, no Maracanã.

Quem avançar enfrentará, na próxima fase, o vencedor do duelo entre Uberaba e Londrina. A equipe mineira, jogando em casa, venceu a primeira partida, nesta quarta, por 1 a 0. O segundo jogo será dia 10, no Paraná.

Flu tem rendimento abaixo do esperado na primeira etapa  

A partida começou muito nervosa, com os dois times errando muitos passes. Apesar de muitas vezes estar confundindo motivação com afobação, o Confiança teve o primeiro lance de perigo. Aos seis minutos, após cruzamento da esquerda, Gum se esticou todo e impediu que o atacante Michel desviasse para o gol. Sem penetração no ataque, o Flu viu o time da casa chegar novamente com perigo. Aos 16, Serginho cruzou da esquerda e Michel, livre de marcação, pegou de primeira. A bola passou perto do gol.

Fred, que até então estava sumido no jogo, resolveu dar o ar da graça. Aos 18 minutos, após boa arrancada de Mariano, o capitão tricolor se livrou de dois marcadores e chutou forte, cruzado. A bola passou rente à trave direita do goleiro Pantera. O lance serviu para acordar a torcida do Flu. A animação parece ter passado para dentro do campo. E, aos 24 minutos, a equipe conseguiu abrir o placar. Conca cobrou da direita na direção do zagueiro Gum, que desviou com o pé direito e venceu o arqueiro do Confiança: 1 a 0.

Aos 31 minutos, Marquinho avançou pela esquerda e cruzou na velocidade para Alan. O zagueiro Bira se antecipou ao atacante tricolor, mas desviou para o próprio gol. A bola só não entrou porque Pantera salvou. O goleiro do Dragão voltou a brilhar aos 35 minutos, quando defendeu de forma espetacular uma falta cobrada por Conca.

Confira os gols da partida:

O bom volume de jogo do Confiança foi recompensado aos 37 minutos. Em um rápido contra-ataque, Serginho foi lançado na esquerda, e Diogo não conseguiu cortar. O lateral do Dragão ajeitou para a perna direita e bateu no cantinho do goleiro Rafael, que não chegou na bola: 1 a 1. A última oportunidade do Flu no primeiro tempo foi com o Mariano, em um chute forte de fora da área que passou perto do gol.

Fred bate pênalti com paradinha e manda longe do gol

Insatisfeito, o técnico Cuca mexeu no esquema da equipe na volta do intervalo: o zagueiro Digão entrou na vaga do meia Willians. A mudança não impediu que o Confiança continuasse perigoso. Aos cinco minutos, depois de uma boa trama de ataque, Gum salvou o Flu antes que Cristiano conseguisse finalizar. Aos dez minutos, Cuca tentou novamente dar ânimo com a entrada de Wellington Silva, estreante entre os profissionais, na vaga de Alan.

Depois de muito esbarrar nos erros de passe, o Flu conseguiu ser efetivo novamente. Aos 20 minutos, Marquinho tabelou com Conca e caiu após um choque com o goleiro. O árbitro marcou o pênalti. Na cobrança, Fred correu, passou o pé por cima da bola e mandou longe do gol. O Flu continuou em cima e chegou perto de marcar novamente. Aos 26, Wellington Silva deu ótimo passe para Cássio, que mandou uma bomba de dentro da área. Mas a bola foi sem direção.

Aparentemente satisfeito com o empate, o Confiança ficou mais fechado no campo de defesa. O Flu, por sua vez, tinha muita dificuldade de penetrar na área adversária. Aos 42 minutos, uma rara trama de perigo. Wellington Silva fez boa jogada individual e mandou uma bomba. A bola foi para fora. Fim de jogo no Batistão e clima de insatisfação total da torcida tricolor.

Por: Fred Huber

Siga-nos

Mais do Guiame