São Paulo goleia o Mogi e se aproxima da semifinal

São Paulo goleia o Mogi e se aproxima da semifinal

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:26

Não foi o mesmo futebol vistoso da última quinta-feira, quando o São Paulo derrotou o Nacional (PAR) por 3 a 0 e foi elogiado até pelo presidente Juvenal Juvêncio. Mas, em partida realizada na tarde deste domingo, no estádio do Morumbi, o Tricolor repetiu o placar em cima do Mogi Mirim e ficou em ótima situação na tabela de classificação do Campeonato Paulista. De quebra, completou o seu quinto triunfo seguido na temporada.

Com a vitória, a nona em 15 partidas disputadas no estadual, o time comandado por Ricardo Gomes manteve a terceira colocação, com 30 pontos. Faltam quatro rodadas para o término da fase de classificação. O Mogi Mirim, que permaneceu com 18 pontos, ocupa a 12ª colocação na tabela.

Novidades na escalação  

Em relação ao time que atuou no meio da semana, Ricardo Gomes promoveu três alterações. Na lateral, ele deu descanso a Jean e colocou Cicinho. No meio-campo, Richarlyson, que ficará três semanas em tratamento por causa de uma lesão muscular na coxa, cedeu sua vaga a Rodrigo Souto. No ataque, Dagoberto, poupado pela comissão técnica, foi substituído por Fernandinho.

Do outro lado, o técnico José Carlos Serrão deixou claro que o Mogi Mirim priorizaria a marcação. Com seis homens no meio-campo, o time do Interior bloqueou o setor e não deu espaços a Hernanes, Léo Lima e Cléber Santana, as peças de criatividade do São Paulo. Como os laterais Cicinho e Junior Cesar também começaram a partida de maneira tímida, o jogo foi muito amarrado nos minutos iniciais.

Aos 13, mesmo sem merecer, o Tricolor abriu o marcador. Após cruzamento na área, Washington foi derrubado na área por Luizão. Pênalti bem marcado por Wilson Luiz Seneme e cartão amarelo para o defensor do Mogi. Na cobrança, Rogério Ceni colocou no canto direito de Alex Alves e marcou o seu 89º gol na carreira. (Veja o gol ao lado)

Aos 21, o Mogi teve uma chance de ouro para empatar. Após cruzamento da direita, Cicinho bobeou e a bola sobrou para Rai, que bateu cruzado. Rogério defendeu parcialmente. Na sobra, Ricardo Oliveira chutou e Alex Silva, de carrinho, evitou o gol.

A vantagem no marcador não fez o São Paulo melhorar. Faltava agressividade. Do banco de reservas, o técnico Ricardo Gomes, aos gritos, pedia para o time se movimentar, abrir espaços. No ataque, Fernandinho era presa fácil para a defesa adversária. E, como a bola não chegava, Washington resolveu começar a voltar para buscar a bola no meio-campo.

Confira os melhores lances da partida:

Aos 40, quando já surgiam as primeiras vaias no Morumbi, o São Paulo marcou o segundo gol. Cléber Santana avançou pelo meio e tocou na entrada da área para Fernandinho, que ficou preso na marcação de Luizão. O mesmo Cléber Santana aproveitou, invadiu a área na velocidade e, de pé direito, tocou no canto esquerdo de Alex Alves: 2 a 0 no marcador. No lance seguinte, o camisa 8 apareceu novamente com perigo. Ele arriscou chute de fora da área e acertou a trave direita adversária.

Etapa complementar  

Veio o segundo tempo e o São Paulo, com a mesma formação, deu sinais de que teria uma atitude diferente. Logo aos dois minutos, Fernandinho fez jogada pela esquerda e cruzou rasteiro. O goleiro do Mogi espalmou. Na volta, mesmo caído no chão, Washington concluiu para o gol e Alex Alves fez nova defesa.

Mas ficou por aí. Logo o Mogi equilibrou a partida e passou a chegar com perigo ao gol defendido por Rogério Ceni. Aos oito, Ricardo Oliveira deu belo passe para Rai, que avançou nas costas de Cicinho e, livre de marcação, bateu cruzado, para fora. Três minutos depois, Luis Mário cobrou escanteio pela direita e Thiago Couto, livre de marcação dentro da área, cabeceou por cima do gol. Aos 16, Willian Favoni cobrou falta e Rogério Ceni defendeu firme.

Irritado com o desempenho da equipe, Ricardo Gomes tentou dar novo gás e fez duas modificações. Primeiro, ele sacou Léo Lima e colocou Jorge Wagner. Depois, tirou Fernandinho e botou Marcelinho Paraíba. No seu primeiro lance, aos 18, Jorge Wagner fez lançamento primoroso para Hernanes, que invadiu livre a área e, cara a cara com Alex Alves, bateu em cima do goleiro adversário.

Aos 23, o Mogi assustou novamente. Rai desceu pela esquerda e cruzou para Zulu, que testou à esquerda de Rogério Ceni, com muito perigo. A partir dos 25, a torcida são-paulina perdeu a paciência e começou a vaiar a equipe. Aos 31, Ricardo Gomes tentou dar mais velocidade ao time, com a entrada de Marlos no lugar de Washington.

O time teve uma pequena melhora, principalmente porque Marlos entrou com vontade de jogar. Em dois minutos, a equipe perdeu duas chances de marcar o seu terceiro gol. Na primeira, aos 34, Cléber Santana invadiu a área pela direita e, cara a cara com Alex Alves, preferiu tocar para Jorge Wagner. A bola, no entanto, foi muito forte e saiu pela linha de fundo. Aos 36, Marlos fez bela jogada pela esquerda e tocou para Marcelinho Paraíba, que dentro da área, chutou em cima do seu marcador.  

O Mogi, que lutou até o final, também criou duas chances antes do apito final de Wilson Luiz Seneme. Em ambas, Rogério Ceni defendeu. A primeira, aos 37, em cobrança de falta de Rai. A segunda, já nos descontos, em chute de Ricardo Oliveira. Nos descontos, Hernanes fez boa jogada individual, chutou cruzado e marcou o terceiro.

Por: Marcelo Prado

Siga-nos

Mais do Guiame