Polícia pode denunciar torcedores que fizerem provocações no clássico Corinthians x Palmeiras

Polícia pode denunciar torcedores que fizerem provocações no clássico Corinthians x Palmeiras

Fonte: Globoesporte.comAtualizado: sexta-feira, 25 de julho de 2014 19:39
Reunião das torcidas com a Polícia na manhã desta sexta-feira
Reunião das torcidas com a Polícia na manhã desta sexta-feira

Reunião das torcidas com a Polícia na manhã desta sexta-feiraA Polícia Militar anunciou no fim da manhã desta sexta-feira seu esquema de segurança para o clássico entre Corinthians e Palmeiras, que será disputado neste domingo, às 16h, na Arena, em Itaquera. Em reunião no 2º Batalhão da Polícia Militar, no bairro da Luz, ficou decidida uma tática que irá influenciar dentro e fora de campo. Caso algum atleta provoque o adversário, o jogador poderá ser denunciado por incitação a violência.

Torcedores presentes no encontro, que contou também com a presença de membros da Federação Paulista de Futebol e do Metrô, pediram aos clubes para que as duas equipes evitem qualquer clima negativo ou de provocação.

O que gerou impasse foi o transporte dos torcedores rivais até a casa do Timão. A Polícia Militar indicou que os torcedores palmeirenses deveriam ir em ônibus (cerca de 50). Os representantes das organizadas insistiram para fazer o trajeto até o estádio de metrô, alegando que os custos de locação dos ônibus são altos. A Polícia reforçou que, deste modo, não conseguiria fazer o acompanhamento do grupo no trajeto até o estádio e avisou que, se houvesse qualquer confronto de torcidas, os responsáveis seriam indiciados criminalmente.
Apesar de sinalizarem que acatariam a decisão da Polícia, representantes da maior organizada do Palmeiras emitiram uma nota, após a reunião, dizendo que usarão o metrô porque não conseguiram alugar a quantidadenecessária de ônibus para o trajeto. Ainda durante o encontro com as autoridades, eles chegaram a argumentar que o custo do aluguel dos ônibus era de cerca de R$ 600 por veículo.

Outro assunto conversado na reunião foi o de responsabilidade por danos. Como já havia sido divulgado anteriormente, ficou confirmado que caso o setor destinado aos alviverdes na Arena sofra qualquer danificação, o clube será o responsável pelo prejuízo.

- A nossa preocupação é atender todas pessoas muito bem. Tanto que o setor visitante é igual ao da nossa torcida e tem os mesmos recursos. Há uma prática de cavalheiros que caso haja algo quebrado no estádio o Palmeiras pagará. A mesma coisa vai acontecer quando o Palmeiras for o mandante - afirmou Lúcio Blanco, gerente de operações da Arena Corinthians.
A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) também terá um esquema especial de funcionamento para domingo. A segurança será reforçada nas estações com objetivo de evitar tumulto ou qualquer dano ao patrimônio público. Agentes acompanharão os torcedores no trajeto até o estádio. Cerca de 1.800 câmeras de vigilância espalhadas por pontos estratégicos e dentro dos trens acompanharão todos os passos dos torcedores até Itaquera. A CPTM trabalha em conjunto com o Metrô e a Polícia Militar.

No total, 500 policiais participarão do esquema de segurança do Dérbi - o número é superior em comparação aos jogos disputados no Pacaembu. Presentes na reunião, os representantes do Metrô não se manifestaram sobre as reclamações dos corintianos sobre o horário de funcionamento do transporte - na última quarta-feira, torcedores estiveram problemas no fim da partida contra o Bahia, pela terceira fase da Copa do Brasil.

O duelo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro será o primeiro da história do clássico na Arena Corinthians. Até por esse motivo, os ingressos destinados aos torcedores visitantes esgotaram rapidamente. Na última quinta-feira, os palmeirenses se aglomeraram nas bilheterias do Pacaembu para adquirir os 1.700 mil bilhetes (no total, 2.100 ingressos estão disponíveis para o Verdão, mas 400 ficaram reservados para a diretoria e ações do programa de sócio-torcedor).

Até a manhã desta sexta-feira, 25.500 entradas já foram vendidas. A expectativa da Polícia é que 37 mil pessoas acompanhem a partida no próximo domingo, dia 27, a partir das 16h (horário de Brasília). Além do setor destinado aos visitantes, os ingressos das arquibancadas norte, sul e leste inferior estão esgotados. Ainda restam bilhetes para os setores leste superior (R$ 180), oeste inferior (R$ 250) e área vip (R$ 400).

Siga-nos

Mais do Guiame