MENU

Andressa Urach está com sepse, segundo médico

Julio Vedovato, que fez a retirada do hidrogel das pernas da modelo, diz estar acompanhando recuperação.

fonte: globo.com

Atualizado: Terça-feira, 2 Dezembro de 2014 as 8:39

Médico com Urach em foto na época da retirada do hidrogel em julho (Foto: Divulgação)Julio Vedovato, médico que fez a retirada do hidrogel das pernas deAndressa Urach, não é o responsável pelo tratamento da modelo na UTI do hospital onde ela está internada em Porto Alegre, mas está acompanhando tudo de perto e se pronunciou através de um comunicado, nesta terça-feira, 2.

Segundo a declaração, o quadro de Andressa é realmente gravíssimo. Ela está com sepse, que ocorre quando um agente infeccioso entra na corrente sanguínea e pode causar múltipla falência de órgãos, levando ao óbito.

"No dia 21 de novembro ela se submeteu a uma cirurgia para retirada de resquícios da última cirurgia feita no dia 23 de julho. Andressa já estava ciente que teria que fazer este segundo procedimento e ele ocorreu normalmente. Naquela mesma semana, ela foi gravar uma matéria na cidade de Brasília para o programa 'Muito Show', da Rede TV!, do qual é apresentadora, e me contactou de lá se queixando de um inchaço e desconforto na região operada, o que a fez retornar à cidade de Porto Alegre no dia 28 de novembro para que eu pudesse examiná-la. Foi constatada então uma inflamação e foi aberto um ponto para drenar esta inflamação. Ao longo do final de semana, ela teve uma piora clínica decorrente de um 'germe' que entrou na sua circulação sanguínea, chamada de sepse. A partir daí, a modelo deu entrada em um novo hospital onde está sendo tratada", disse em comunicado.

O infectologista paulistano Dr. Paulo Olzon explicou ao EGO sobre os riscos e o tratamento para a sepse. "A sepse ocorre quando uma infecção toma o sangue e se espalha. Ela é grave e generalizada porque a bactéria se replica e pode dar problema em vários lugares, complicações em diferentes setores do organismo como insufiência renal, cardíaca ou respiratória. E, dependendo da gravidade, pode causar queda da pressão arterial, o que chamamos de choque séptico ou toxi-infeccioso. É uma condição complexa para tratar porque tem que cuidar da infecção e também das complicações que vão surgindo. A taxa de mortalidade depende de muitos fatores como a idade, por exemplo", declarou.

'Informação sobre falência de orgãos da Andressa não é verdadeira'

Sobre informações publicadas em outros meios de comunicação, de que Urach já teria tido falência de alguns órgãos, a assessoria da modelo se pronunciou no começo desta tarde: "A informação não é verdadeira. A Andressa está respondendo bem ao tratamento e está sendo bem acompanhanda por médicos competentes e pela família".

O último boletim médico divulgado pelo Hospital Nossa Senhora da Conceição, onde ela está, diz apenas que a modelo "encontra-se sedada e respirando com auxílio de aparelhos".

 

Entenda o caso

A causa do problema de saúde foi uma aplicação de hidrogel feita há cinco anos na parte das coxas. Em julho deste ano, Andressa teve problemas e se submeteu a um procedimento para retirar o produto. Na sexta-feira, 28, ela voltou a ser operada para retirar resquícios do hidrogel, sendo liberada pelos médicos no Andressa foi levada para a UTI e, segundo seu assessor, Cacau Oliver,  acabou desenvolvendo uma infecção e passou por uma nova cirurgia na noite deste domingo, 30. A previsão inicial é que ela fique internada por 15 dias no local.

"A Andressa passou muito mal ontem após a primeira cirurgia. Ela foi levada ao hospital e eles disseram que o dreno fechou e o hidrogel causou uma infecção. Andressa passou por uma nova cirurgia à noite, e está na UTI", informou a assessoria de Urach. Ela foi operada novamente na segunda-feira, 1º.

Andressa Urach (Foto: Ego)
Andressa Urach (Foto: Ego)

Ferroadas no músculo

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, ao chegar à unidade, Andressa Urach apresentava um quadro infeccioso bastante grave, estava com pressão arterial baixa e foi levada diretamente para a UTI, onde permanece internada e sedada.

Há cinco meses, quando teve a primeira infecção por causa do hidrogel, após sua primeira cirurgia para a drenagem do produto, Andressa foi internada em um hospital paulista com muita febre e chegou a ter que sair do local de cadeira de rodas.

Na época, Andressa conversou com o EGO sobre o assunto: "Há um mês, comecei a sentir ferroadas no músculo por causa do produto. E como treino muito pesado acabei sentindo muitas dores nas pernas. Não pude mais treinar. Daí, optei em fazer uma lipoaspiração nas coxas para retirar o produto".

Há aproximadamente quatro meses, Andressa deu uma pausa dos exercícios físicos. "Ela reclamava de muitas dores, sabia que o líquido estava escorrendo internamente e já nem queria usar minissaia ou short", conta uma amiga que prefere não ter seu nome divulgado.

Na noite desta segunda, Marisete, mãe de Andressa Urach, pediu que os amigos façam uma corrente positiva para a modelo. "Orem por ela, por favor!". Ao EGO, nesta terça, 2, ela contou que a modelo chegou a abrir os olhos ao receber sua visita e que estava bem melhor.

veja também