MENU

Após morte de jovem, armas da PM são recolhidas na Zona Norte do Rio

Após morte de jovem, armas da PM são recolhidas na Zona Norte do Rio

fonte: Globo.com

Atualizado: Terça-feira, 29 Abril de 2014 as 8:10

Armas presas no Rio de JaneiroAs armas dos policiais envolvidos no tiroteio que matou o jovem de 17 anos no Morro do Chapadão, em Costa Barros, Zona Norte do Rio, nesta segunda-feira (29) foram recolhidas para que sejam investigadas as circunstâncias da morte do adolescente, assim como a arma que estaria com o rapaz segundo a PM. A morte do rapaz foi seguida de um protesto com cinco ônibus queimados e dois presos.


Como mostrou o Bom Dia Rio, a PM divulgou diferentes versões sobre a morte. Primeiro, foi divulgado que o rapaz estava num carro roubado e junto com ele foram encontrados uma pistola e um rádio transmissor. Posteriormente, foi divulgada a informação que o adolescente morreu num tiroteio. Por último, em nota, a corporação informou que a perícia vai definir as circunstâncias do episódio. Policiais militares estavam na região Chapadão numa operação para coibir o tráfico de drogas e roubo de veículos.

Presos com combustível
Em protesto à morte do menor, cerca de 20 pessoas desceram a comunidade do Job e atearam foto em pelo menos cinco ônibus, no início da noite desta segunda-feira. A Avenida Chrisóstomo Pimentel de Oliveira, na altura da Rua Coronel Moreira César, na Pavuna, estava interditada às 19h.
De acordo com o 41º BPM (Colégio), durante o protesto, dois homens foram presos ao tentarem atear fogo em um ônibus na entrada do Morro do Chapadão. Com eles foram apreendidos dois litros de combustível, uma pistola calibre 40 e uma submetralhadora 9mm. A dupla foi encaminhada para a 39ª DP (Pavuna).

veja também