MENU

Equipamentos novos e caros estão parados na Santa Casa de SP

Aparelhos de raios-x vieram da Alemanha estão há nove meses sem uso. Custo deles foi de R$ 2 milhões.

fonte: globo.com

Atualizado: Quinta-feira, 18 Dezembro de 2014 as 8:36

Equipamentos novos e caros estão em caixas de madeira em um corredor do setor de radiologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, no Centro, há quase nove meses. Os aparelhos, que vieram da Alemanha, custaram R$ 2 milhões.

Uma etiqueta mostra que as sete caixas foram entregues em março de 2014. Entre os aparelhos estão dois equipamentos de raios-x novos, que ajudam no diagnóstico de doenças do coração, do sistema digestivo e também em cirurgias ortopédicas.

A auditoria feita pelo governo do estado revela que os equipamentos foram comprados com dinheiro do Fundo Nacional da Saúde, por meio de uma emenda parlamentar do deputado federal Paulo Maluf (PP), em 2010.

Os auditores afirmam que os equipamentos ainda estão na caixa porque o local em que eles vão ficar "não está adequado para receber a instalação" e que vai ser preciso fazer uma "obra de adequação na área".

A Santa Casa não informou quando o equipamento vai começar a funcionar. Em nota, a administração do hospital disse, ainda, que colocou o aparelho de raios-x antigo à venda para conseguir dinheiro para instalar o novo.

Crise
A partir desta quinta, 1.150 funcionários que prestam serviços de limpeza na Santa Casa começam a cumprir aviso prévio. A empresa Vivante alega que a instituição lhe deve R$ 22 milhões e que, por isso, não pode mais pagar os funcionários.

Na manhã desta quarta-feira (17), o Bom Dia São Paulo mostrou as condições precárias dos banheiros do pronto-socorro de ortopedia e traumatologia. Faltava sabonete para lavar as mãos e papel higiênico. A reportagem também constatou problemas em algumas alas do pronto-socorro central. Em uma delas, o teto está sem forro e com fiação exposta. O elevador não tem forro. Em um dos corredores, a pintura da parede está descascando.

veja também