MENU

Garota que chamou Aranha de macaco diz: 'Foi um impulso na hora do jogo'

fonte: Globo.com - Encontro

Atualizado: Terça-feira, 9 Setembro de 2014 as 12:38

Pela primeira vez, após ser flagrada por câmeras de televisão durante um jogo de futebol ofendendo o goleiro Aranha, do Santos, Patrícia Moreira fala, com exclusividade, para um programa de TV. No Encontro desta terça (9), ela contou como tudo aconteceu e como está se sentindo com toda situação."Foi um impulso na hora do jogo", resumiu.
Quando questionada por Fátima se a intenção era causar desconforto no jogador, a torcedora foi direta: "Sim. É que eu fui junto com a torcida". Patrícia afirmou que já usou a palavra "macaco" para outras situações, mas não para ofender. Naquele momento, o objetivo era atrapalhar o goleiro Aranha.

Chorando, a gremista pediu, mais uma vez, perdão ao jogador e ainda relatou o que vem passando. "Me sinto arrependida e com medo também, estou sendo ameaçada. Na minha casa eu não vou mais, estou pulando de galho em galho. Peço perdão para o Aranha, eu não sou uma pessoa ruim como os outros dizem".
Ela ainda contou como ficou sabendo que estava envolvida no caso. "Na arena não pega celular. Quando saí de lá, minha madrinha, meus irmãos e uma amiga disseram: 'Você viu o que tu fez? A sua imagem foi para a TV. Você estragou sua vida!".

Lição
A gremista garantiu que já conseguiu tirar uma lição de todo episódio. "Eu aprendi a respeitar o próximo, não ser maria vai com as outras e que a família é o mais importante". A apresentadora ainda perguntou para Patrícia como os familiares e os amigos estão lidando com a polêmica. "Eles estão do meu lado, tenho uma família linda que gosta muito de mim e está sempre comigo. Eu quero que ele (Aranha) conheça a pessoa que eu sou e não a torcedora que ele viu naquele momento".

Defesa

O advogado da torcedora, Alexandre Rossato, também esteve no Encontro e falou de como será estruturada a defesa em relação à acusação de injúria racial. Confira tudo no vídeo!

veja também