MENU

Lagoa Rodrigo de Freitas tem espelho d’água reduzido e banco de areia por causa da estiagem

Dentro de clube, canal que recebe água do Rio dos Macacos, que também tem volume reduzido, secou

fonte: globo.com

Atualizado: Terça-feira, 27 Janeiro de 2015 as 8:34

Lagoa Rodrigo de freitas
Lagoa Rodrigo de freitas

A Lagoa Rodrigo de Freitas, um dos mais belos cartões-postais da cidade, é mais uma vítima da seca que atinge o estado. Segundo a Secretaria municipal de Meio Ambiente, por causa da ausência de chuvas e das altas temperaturas, o nível da água da Lagoa está abaixo da média. A seca fez surgir um banco de areia na altura do Clube Piraquê, e a terra está com rachaduras. Além disso, o canal que passa pelo clube — um prolongamento do existente na Rua General Garzon — está seco. O canal recebe água do Rio dos Macacos, que também está com o volume reduzido.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, a Lagoa tem, em média, 3,20 metros de profundidade. Normalmente, o espelho d’água está, em média, 40 centímetros acima do nível do mar. Agora, caiu para 17 centímetros. No entanto, a concentração de oxigênio dissolvido, que garante a qualidade da vida aquática, está boa, e a bandeira verde foi hasteada na manhã desta segunda-feira.

O segurança Carlos Henrique Oliveira Pessoa, que trabalha há 20 anos no Clube Piraquê, disse que nunca viu uma situação como a dos últimos dias:

— Já vi o volume de água da Lagoa baixar várias vezes durante períodos de seca, mas nunca presenciei uma situação como esta. Este canal nunca secou.

Apesar da queda do nível da água, não há danos aos peixes. Segundo o monitoramento feito pela Secretaria de Meio Ambiente, o oxigenação está num nível normal. Em alguns pontos da Lagoa, como na altura do Parque dos Patins, a água está transparente. Para o biólogo Mário Moscatelli, isso está ocorrendo porque os sedimentos estão ficando no fundo da Lagoa.

Para quem caminha às margens do espelho d’água, o cenário assusta. A publicitária Adriana Araújo conta que vê as mudanças ocorrerem diariamente:

— A cada dia a Lagoa está ficando mais seca.

veja também