MENU

Nível do Cantareira cai para 7,8%

Chuva atingiu represas em dois dias no mês, mas sem intensidade. Índice dos outros cinco sistemas também caiu.

fonte: globo.com

Atualizado: Segunda-feira, 8 Dezembro de 2014 as 1:52

Ainda sem receber fortes chuvas no mês de dezembro, o Sistema Cantareira registrou nova queda em seu nível na manhã desta segunda-feira (8). Segundo medição da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o índice caiu de 8% para 7,8%.

No último mês do ano, as represas do Cantareira receberam chuva apenas em dois dias. Porém, sem intensidade, as precipitações de 1,4 milímetro no dia 1º, e 1,9 milímetro no dia 5, não ajudaram na recuperação do sistema: excetuando as retiradas das cotas do volume morto, faz 236 dias (desde 16 de abril) que o nível do Cantareira não sobe. De lá para cá, foram constantes dias com queda e poucos com estabilização no índice do Cantareira.

O nível de 8% do Cantareira é referente à segunda cota do volume morto do sistema. Volume útil e primeira cota já se esgotaram.

Cantareira

Outros Sistemas
A chuva foi fraca nos outros quatro sistemas e não ajudou a elevar os volumes:

- Alto Tietê: sem chuva, o nível caiu de 4,8% para 4,7%;

- Guarapiranga: sem chuva, o nível caiu de 32% para 31,8%;

- Alto Cotia: sem chuva, o índice caiu de 29,7% para 29,5%;

- Rio Grande: com chuva de 0,2 mm, o nível foi de 62,5% para 62,2%;

- Rio Claro: sem chuva, o nível caiu de 29,4% para 28,8%.

Limite de retirada reduzido no Cantareira
A Agência Nacional de Águas (ANA) e o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) reduziram, em comunicado divulgado na terça, o limite máximo de retirada de água do Sistema Cantareira em dezembro.

As agências reguladoras estabeleceram que a Sabesp deve retirar, no máximo, 30 milhões de metros cúbicos de água dos reservatórios no mês. Em nota, a Sabesp informou que vai cumprir a determinação.

veja também