MENU

No Rio de Janeiro, homem acusa ex-namorada de ter colocado fogo no apartamento dele; prejuízo chega a R$ 30 mil

fonte: EXTRA

Atualizado: Sexta-feira, 3 Outubro de 2014 as 4:24

O analista de sistemas Jacob Jabbour, de 30 anos, acusa sua ex-namorada de ter colocado fogo em seu apartamento, uma cobertura, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, além de ter destruído seus pertences, após o término do relacionamento dos dois. O incêndio atingiu a varanda e o quarto de Jacob e ocorreu na segunda-feira da semana passada, enquanto ele estava na Região dos Lagos, onde foi realizar um processo seletivo. De acordo com o relato do rapaz, a jovem de 19 anos conseguiu entrar no condomínio depois de ter enganado os porteiros e sua empregada.

- Ela subiu até meu apartamento e disse para minha empregada que eu já estava voltando e que havia pedido para ela esperar no meu quarto. Ela entrou e a empregada foi para outro cômodo limpar - contou Jacob.

O fogo destruiu computadores, aparelhos de sons, celulares e as roupas de Jacob. Ele estima um prejuízo de quase R$ 30 mil. Além disso, a ex-namorada do rapaz teria também arremessado objetos dele pela janela e martelado outros.

- Alguns perfumes e peças foram arremessados da varanda e quase acertaram um empregado do condomínio. Não sobrou absolutamente nada, nada, nada. Apenas alguns livros e coisas de pouco valor.

O ataque de fúria causou transtornos para a saúde dos avós de Jacob. O casal de idosos, que mora no apartamento com o analista, não estava em casa no momento do incidente, mas chegou minutos depois do ocorrido. Eles começaram a passar mal. A cirurgia de angioplastia (para desobstruir artérias) que só seria realizada em alguns meses em seu avô teve que ser realizada às pressas, já que ele começou a passar mal diante do ocorrido. Os dois já estão em casa e agora passam bem.

Segundo Rita de Cassia, a empregada da família que estava no local na hora do ataque de fúria da estudante, a menina conseguiu fugir por uma das portas de entrada do apartamento.

Quatro meses

Jacob contou ainda que o namoro dos dois acabou no sábado anterior ao episódio por causa do ciúme excessivo da jovem, que é estudante de Direito. Desde então, ela teria começado a ameaçá-lo através das redes sociais. Entre idas e vindas, o relacionamento dos dois durou cerca de quatro meses.

- Ela começou a me xingar pelo meu Facebook, WhatsApp... Ela dizia que eu estava a traindo, que estava indo pra farra. Sou um ser livre, não sou casado e posso falar com quem eu quiser. Independente disso, mesmo que fosse verdade, nada justifica o que ela me causou - afirmou.

A estudante, que estaria desaparecida, teria confessado para amigas mais próximas que invadiu o apartamento de Jacob e colocou fogo no imóvel. O analista conseguiu imagens de conversas realizadas pelo WhatsApp que mostrariam a afirmação. As fotos foram cedidas pelo rapaz para a reportagem. Em uma delas, ainda aparecem ameaças que seriam, segundo Jacob, da irmã de sua ex-namorada a ele. Todo o material será entregue na 52ª DP (Nova Iguaçu), que investiga o caso.

veja também