MENU

No Rio de Janeiro, PM antecipa esquema de segurança da Copa do Mundo

fonte: Globo.com

Atualizado: Segunda-feira, 5 Maio de 2014 as 8:35

Copa do MundoComeça nesta segunda-feira (5) o reforço de 2 mil policiais militares nas ruas da cidade. Como mostrou o Bom Dia Rio, o esquema de policiamento especial começaria na Copa do Mundo, mas foi antecipado para conter o crescimento da violência. Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) revelam que, no primeiro trimestre, houve aumento em diversos tipos de crime no Rio.
O número de assaltos a restaurantes e outros estabelecimentos comerciais na cidade do Rio aumentou 85% nos três primeiros meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Os roubos a pedestres também cresceram cerca de 43%.


As imagens das câmeras de segurança de um restaurante na Barra da Tijuca, Zona Oeste, mostram o primeiro assalto após oito anos de funcionamento. As imagens do dia 24 de março mostram como quatro homens rendem funcionários e depois fogem com o dinheiro do cofre. "Causa muito pânico, entendeu? Todos os dias”, disse o gerente.
O Secretário de Segurança José Mariano Beltrame disse que a decisão de antecipar o reforço na segurança foi antecipado para dar a ostensividade necessária para tentar controlar crimes.
“Realmente a gente vem percebendo um aumento da criminalidade, isso está tendo um aumento gradativo desde o final do segundo semestre do ano passado. A gente vem com algumas políticas de companhias destacadas, criações de delegacias de homícidios, mas agora a partir de segunda-feira nos estamos colocando em regime, toda a polícia na rua no sentido de dar a ostensividade necessária para tentar diminuir essas incidências”, explicou.


Os homicídios dolosos, quando há intenção de matar, cresceram 1,67% na capital e 44,92% no interior do estado. O número de apreensões de drogas e armas no estado cresceu 69.63% e a incidência de autos de resistência foi maior, cerca de 61,05%. A Polícia alega que teve que matar criminosos para preservar a própria vida.
Um especialista em segurança pública consultado na reportagem disse que o aumento da tensão entre PMs e traficantes é resultado da ampliação das unidades de polícia pacificadora.
“O que isso mostra? Mostra que os criminosos do Rio de Janeiro estão indo para lugares onde possam realizar seus negócios, ficando relativamente próximos da cidade. Eles não estão indo para muito longe, tanto é que você está tendo um aumento. Uma explosão grande de homicídios na baixada fluminense, comparando 2014 com 2013”, disse.

veja também