MENU

"Nos tratavam como mongoloides, mas não somos nada disso", diz ator com Síndrome de Down

Protagonista do filme "Colegas", o jovem ator falou sobre o filme e também sobre preconceito, em uma entrevista, concedida em 2013.

fonte: Guiame

Atualizado: Sábado, 21 Março de 2015 as 8

Neste sábado (21), comemora-se o Dia Internacional da Síndrome de Down - um distúrbio genético, causado pela presença de um cromossoma extra, o que também é conhecido como "trissomia".

Geralmente associada a dificuldades de habilidades cognitivas, a síndrome é atualmente já identificada durante um período da gestação, com a ajuda da ultrassonografia.

Porém, apesar das dificuldades cognitivas, muitos portadores da síndrome têm se posicionado contra uma imagem que lhes foi imposta durante muitos anos. Exemplo disto são os atores do filme brasileiro "Colegas", lançado em 2013 e que alcançou grandes resultados de bilheteria.

Quando questionado sobre o tratamento equivocado que os portadores da síndrome de Down receberam por muitos anos, o ator Breno Viola afirmou que dispensa ser tratado como um "coitadinho".

"É importante as pessoas saberem que antigamente tratavam a gente como mongoloides, coitadinhos, mas a gente não é nada disso! A gente só quer buscar o nosso talento e mostrar isto nos cinemas", destacou.

O filme conta com três atores, portadores da síndrome de Down em seu elenco e que protagonizam o filme, interpretando o papel de jovens que correm atrás de seus sonhos.

Apesar de ter sido transmitida em 2013, a entrevista é um bom exemplo de que os portadores de Síndrome de Down têm sido subestimados pela sociedade. Talentosos e carismáticos, eles mostram que sua sensibilidade e seus pontos de vista sobre a vida são sempre surpreendentes.

Clique no vídeo abaixo para conferir a entrevista:

Campanha "Vem, Sean Penn"
Outro ator que protagonizou o emocionante filme "Colegas", Ariel Goldenberg emocionou pessoas de todo o mundo já em 2012, ao revelar que seu maior sonho era conhecer o grande astro do cinema, Sean Penn.

Desde então, uma grande campanha ganhou muita força nas mídias sociais, para tentar realizar o sonho do jovem Ariel. A ideia era trazer o ator ao Brasil para assistir ao lançamento do filme de Ariel.

Apesar de não ter conseguido trazer Sean Penn ao Brasil, Ariel teve a oportunidade de visitar o astro nos Estados Unidos e foi recebido pelo astro com um churrasco e muita celebração.

Ariel é casado com a também atriz e portadora da Síndrome de Down, Rita Pokk - a terceira protagonista do filme.

Clique no vídeo abaixo para conferir uma entrevista com Ariel, sobre o encontro com Sean Penn:

 

 

 

veja também