MENU

Pai de locutor atingido por moto, diz que piloto é inocente

Pai de locutor atingido por moto, diz que piloto é inocente

fonte: Globo.com

Atualizado: Terça-feira, 6 Maio de 2014 as 8:26

locutor atingido por motoA colisão que deixou o locutor de freestyle Cainã José da Silva, de 24 anos, em estado grave durante uma exibição no Barretos Motorcycles no fim de semana foi uma fatalidade sem culpados, afirmam os pais da vítima. A família de Campinas (SP), que acompanha a recuperação do filho na Santa Casa de Barretos desde o acidente na noite do sábado (3), acredita que um momento de distração da própria vítima pode ter causado o choque – ocorrido quando o locutor subia a rampa de manobras radicais ao mesmo tempo em que o piloto Jeff Campacci, de 25 anos, partia para um salto.


Silva permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas já respira sem ajuda de aparelhos e responde a estímulos. Ele foi socorrido logo após a colisão e levado consciente à Santa Casa, mas o quadro clínico piorou para insuficiência respiratória ainda durante atendimento. O estado é considerado grave, mas com sinais vitais estáveis, em evolução. De acordo com o médico responsável pela UTI, Marcelo Targas, a recuperação do locutor superou as expectativas da equipe médica.

O empresário José Alcione da Silva, pai do locutor, disse que chegou a conversar com Campacci após a prova e que tem certeza de que o colega de equipe não pode ser responsabilizado pelo que aconteceu com seu filho. “Ele [Campacci] está super abalado. A gente sabe que aquilo ali foi um momento de bobeira, não poderíamos botar a culpa nele de maneira nenhuma", disse.
Mãe do locutor, Sandra Regina Matos da Silva afirmou que nesta segunda-feira (5) já percebeu melhoras significativas na saúde do filho. Segundo ela, Silva já consegue interagir por pequenos gestos. “Já se comunicou, apertou a mão da gente, abriu os olhos, já disse que queria água.”
De acordo com a empresária, a família permanecerá em Barretos acompanhando a evolução do estado de saúde do locutor de freestyle. “A gente vai ficar até quando o médico disser que ele está liberado para ir embora.”

O acidente
Cainã Silva foi atingido por volta de 21h pela motocicleta manobrada por Jeff Campacci, um dos três pilotos de sua equipe de exibições freestyle – modalidade em que motociclistas realizam manobras radicais. A colisão aconteceu enquanto o locutor subia a rampa de exibições, ao mesmo tempo em que Campacci saía para fazer o salto.


A moto em queda atingiu Silva, que foi arremessado alguns metros fora da rampa. As causas do acidente, no entanto, não foram informadas pelos organizadores. Segundo o bancário Jair Luís de Carvalho Filho, de 24 anos, autor do vídeo enviado ao G1 do momento da colisão, as apresentações que tinham acabado de começar foram suspensas na sequência.
O delegado Antonio Augusto de Miranda, responsável pela investigação, afirmou que não deverá responsabilizar o motociclista Jeff Campacci pelo acidente. Miranda disse acreditar que houve falha na comunicação entre o motociclista e o locutor, atingido pela moto no momento em que subia a rampa de saltos.


Ainda de acordo com o delegado, o piloto está abalado e já retornou para Campinas (SP), onde mora com a família, mas deve voltar a Barretos até o final desta semana para prestar depoimento. Nenhum integrante da equipe ou organizador do evento foi ouvido pela polícia, que apenas periciou o local do acidente.

 

veja também