MENU

Piloto de avião que caiu ontem, deixa mulher grávida e filho pequeno

fonte: Época

Atualizado: Quinta-feira, 14 Agosto de 2014 as 3

Geraldo ao lado do primeiro filhoTodas as pessoas que estavam a bordo do jatinho que caiu na quarta-feira (13), em Santos, morreram. Entre as vítimas do acidente aéreo que matou o presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, estava o piloto Geraldo Magela Barbosa da Cunha, de 44 anos. Sua mulher, Joseline, esta grávida. O segundo filho do casal, que se chamará Ana, deve nascer em outubro.
Joseline está em New Jersey, nos Estados Unidos, na casa do cunhado, Rui Barbosa. Havia viajado para fazer o enxoval da criança, a primeira menina do casal. Segundo o irmão do piloto, a mulher está em estado de choque. O casal mora em Santa Luzia, zona urbana de Belo Horizonte. Rui conversou com o irmão na noite anterior ao acidente pelo Skype. "Ele estava muito feliz com o trabalho e disse que pela manhã faria uma viagem com o candidato. Ele estava trabalhando, fazendo o que gosta", afirmou.

Cunha tinha 20 anos de experiência na profissão. Trabalhou na companhia aéreaTAM antes de assumir o cargo de piloto do candidato. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Cunha e o outro piloto da aeronave, Marcos Martins, possuíam, ambos, mais de 1.500 horas de voo registradas na agência. Os dois estavam com as licenças e habilitações válidas e eram registrados como pilotos de Linha Aérea, categoria que determina o número mínimo de horas de voo. De acordo com a agência reguladora, não há registro de outros incidentes envolvendo os dois pilotos.

A mãe do piloto, Odete Ferreira da Cunha, de 73 anos, que mora em Governador Valadares (MG), no Vale do Rio Doce, soube da notícia da morte do filho pela televisão. "Eu estava no médico quando vi a notícia." Resignada, diz que sua fé está ajudando a superar a perda do filho caçula. "Não cai uma folha de uma árvore sem que seja vontade de Deus. O Senhor está me confortando. É nosso refúgio e nossa fortaleza."

A tragédia
Geraldo Magela Barbosa da Cunha e Marcos Martins pilotavam a aeronave que caiu na manhã de quarta-feira (13), em Santos, no litoral sul paulista, com sete pessoas a bordo. Ninguém sobreviveu. Entre as vítimas fatais estava o candidato à Presidência pelo PSB, Eduardo Campos (PE), 49 anos. A aeronave levava Campos e membros de sua campanha do Rio de Janeiro para o Aeroporto do Guarujá, onde o presidenciável participaria de um compromisso. Além de Campos, Cunha e Martins estavam a bordo o fotógrafo Alexandre Severo Gomes e Silva, o cinegrafista Marcelo de Oliveira Lyra e dois assessores da campanha, Carlos Augusto Ramos Leal Filho (Percol) e Pedro Almeida Valadares Neto. A aeronave modelo Cessna XL prefixo PR-AFA, pertencia à AF Andrade Empreendimentos, uma empresa de Ribeirão Preto.

veja também