MENU

PMs são feridos em primeiro dia de trabalho no Morro do Alemão

O confronto aconteceu na madrugada, em Nova Brasília. Eles são da UPP do Jacarezinho, que reforça a segurança na região.

fonte: Globo.com

Atualizado: Segunda-feira, 31 Março de 2014 as 6

 

Morro do Alemão

nNa comunidade Nova Brasília, no Conjunto de Favelas do Alemão, uma troca de tiros deixou dois PMs feridos. O tiroteio aconteceu na madrugada desta segunda-feira (31), quando policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho faziam um patrulhamento na região. Era o primeiro dia de trabalho deles na comunidade.


O confronto entre PMs e suspeitos aconteceu num dos pontos mais altos de Nova Brasília. O soldado Gustavo Cordeiro, de 28 anos foi atingido no rosto. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha.


Na unidade, o movimento de PMs e de parentes foi grande durante toda a noite. De acordo com os médicos, a bala ficou alojada no pescoço, como informa o Bom Dia Rio
O outro soldado ferido na troca de tiros foi identificado como Moura. O policial foi atingido no braço e já recebeu alta. Ele prestou depoimento a Policia Civil. Na chegada à delegacia, escondeu o rosto e não quis comentar o assunto. Os outros quatro policias que participaram da ação, também prestaram depoimento.


Na delegacia, os PMS contaram que foram surpreendidos durante um patrulhamento. O tiroteio, num beco, durou quase meia hora. E a equipe precisou ser resgatada no alto do morro. Os soldados são da UPP do Jacarezinho e foram deslocados para reforçar a segurança no Alemão.


O reforço na segurança foi anunciado depois do assassinato do subcomandante da UPP da Vila Cruzeiro, Leidson Acácio, de 27 anos. Ele foi atingido na testa, quando fazia um patrulhamento. Naquela região, confrontos entre polícia e suspeitos já provocaram a morte de cinco PMs nos últimos cinco meses.


Na semana passada, durante uma operação, um morador ficou ferido. Este mês o Batalhão de Operações Especiais (Bope) começou um treinamento no Alemão com policiais de Unidades de Polícia Pacificadora. Pelo menos cem PMs já passaram pelo curso.


Nas redes sociais, moradores falaram sobre a madrugada de medo. e contaram que ouviram muitos tiros.

veja também