MENU

Raio mata dois trabalhadores ruais em Embu-Guaçu

Homens trabalhavam em Embu-Guaçu quando temporal começou. Eles tentaram se abrigar, mas foram atingidos; outros dois se feriram.

fonte: globo.com

Atualizado: Terça-feira, 6 Janeiro de 2015 as 1:06

Um raio deixou dois mortos e dois feridos durante o temporal de segunda-feira (5) em Embu-Guaçu, na região metropolitana da capital. O fato ocorreu por volta das 14h40, na Rua Doutor Henrique Maciel Holanda, área rual do município.

De acordo com o registro da ocorrência, feito na Delegacia Central de Embu-Guaçu, os quatro eram trabalhadores rurais e estavam no campo quando a chuva começou.

Eles tentaram se proteger próximo a um galpão, mas foram atingidos pelo raio. Diego Roberto Nascimento Galvão, de 18 anos, e Luís Fernando de Freitas Sales, de 28 anos, morreram em seguida.

Os outros dois feridos foram socorridos no pronto-socorro de Embu-Guaçu e depois transferidos para o hospital de Itapecerica da Serra. Eles tiveram lesão corporal e não correm risco de morrer.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), caíram na segunda-feira na cidade deSão Paulo 588 raios. De acordo com o instituto, a incidência já é considerada alta se o número de raios é superior a cem em um dia.

Um outro raio atingiu um grande número de pessoas recentemente. Quatro banhistas da mesma família morreram ao ser atingidos por um raio em Praia Grande, no dia 29 de dezembro.

Temporal
Uma chuva forte atingiu toda a cidade de São Paulo e parte da região metropolitana na tarde desta segunda-feira, derrubando árvores e provocando alagamentos. O bairro Jardim Rochdale, emOsasco, na Grande São Paulo, foi um dos mais atingidos.

O Centro de Gerenciamento de Emergências, órgão ligado à Prefeitura, colocou todas as regiões de São Paulo em estado de atenção para alagamentos às 15h17. Neste horário, a precipitação era forte na Zona Leste, entre os bairros de Vila Prudente, São Mateus, Itaquera, Aricanduva e parte de Cidade Tiradentes. Também chovia entre Vila Mariana e Ipiranga, na Zona Sul, e entre Pinheiros e Butantã, na Zona Oeste. Pirituba e Jaraguá também foram atingidos por chuva forte, segundo o CGE. Às 16h46, as chuvas perderam força e a capital retornou ao estado de observação.

rua alagada em São Paulo

A chuva também atingiu com força cidades da Grande São Paulo, como Osasco, Barueri, Santana de Parnaíba, Francisco Morato, Franco da Rocha e Guarulhos. Bombeiros informaram que receberam chamadas de pessoas ilhadas no Jardim Rochdale, em Osasco, mas que ninguém ficou ferido. Carros ficaram debaixo d’água em várias ruas.

Segundo a sala de imprensa da Polícia Militar, cerca de 50 pessoas realizaram um protesto pacífico a partir das 19h30 para reivindicar investimentos contra enchentes na cidade. A manifestação ocorreu na Avenida Presidente Médici, perto da Avenida Lourenço Belloli, no Parque Industrial Mazzei.

Parte do forro de uma loja do Osasco Plaza Shopping caiu durante a forte chuva. Segundo funcionários da segurança, foram abertos furos no gesso para drenar a água. Não houve feridos e nem interdição da área. Os bombeiros não chegaram a ser acionados. Segundo um funcionário do shopping ouvido pelo G1, a queda do gesso ocorreu na praça de alimentação.

Em Francisco Morato, na região metropolitana, ruas do bairro Jardim Constância, próximo ao centro, ficaram alagadas por causa da chuva forte. A vendedora Vilma Cunha estava chegando em casa quando viu a enxurrada de lama na Avenida Argentina. "Para chegar em casa do trabalho, eu precisei passar pela enchente", contou.

veja também