MENU

Suspeito de estuprar mulher dentro de aeroporto internacional é preso

Suspeito de estuprar mulher dentro de aeroporto internacional é preso

Atualizado: Terça-feira, 25 Fevereiro de 2014 as 6

estupro_prisÃO
A Polícia Militar prendeu Roni Lima de Oliveira, de 19 anos, suspeito de estuprar na noite dessa segunda-feira (24) uma funcionária de uma lanchonete do aeroporto internacional de Boa Vista. De acordo com os policiais, o rapaz  foi localizado em frente a um cinema, a menos de um quilômentro de onde teria cometido o crime, depois de três horas de buscas.
 
Após receber atendimento médico e passar por exames, a vítima de 18 anos foi conduzida ao Instituto Médico Legal (IML) e, em seguida, à Central de Flagrantes no 5° Distrito Policial, onde o suspeito estava e foi reconhecido pela jovem.
 
Segundo o cabo da PM Alderban, ela fez o reconhecimento do suposto estuprador ainda no hospital por imagem gravada pelo circuito interno de segurança do aeroporto.
 
"Pela câmera de vigilância, conseguimos identificar o suspeito conforme as características repassadas pela vítima. Quando ela viu a imagem, chorou muito, ficou bastante nervosa e mal conseguia falar. De imediato, iniciamos as buscas até encontrá-lo perto do cinema. Ele não resistiu à prisão e, inicialmente, negou o crime", explicou o policial.
 
Familiares e amigos da vítima estiveram no Distrito Policial. Alguns presos foram colocados lado a lado, entre eles o suspeito, para que fosse feito o reconhecimento por ela que, segundo um agente, o reconheceu imediatamente, mesmo com as roupas trocadas. No corredor da delegacia, abraçada a uma amiga, ela voltou a chorar, repetindo que ele havia destruído sua vida.
 
De acordo com um policial militar, logo que foi preso o suspeito contou que conhece a vítima e teria praticado sexo com o consentimento dela. A faca usada para intimidar a jovem não foi encontrada pelos policiais. Após prestar depoimento, ele deverá ser conduzido para a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, onde ficará à disposição da Justiça.
 

veja também